“Ai Jesus que se apagou a luz” estreia no Centro Cultural do Cartaxo

A estreia está marcada para dia 20 de abril, às 21h30, no Centro Cultural do Cartaxo

786

“Ai Jesus que se apagou a luz” é o nome da comédia que a Área de Serviço vai levar à cena do Centro Cultural do Cartaxo no mês de abril.

A estreia está marcada para dia 20, às 21h30, e repete, no mesmo horário, nos dias 21, 27 e 28 de abril, e às 16h, no dia 22 de abril.

Esta comédia negra, de Peter Schaffer, é uma comédia hilariante onde tudo corre mal. O jovem escultor George Miller e a sua noiva, Carol, estão a fazer uma pequena festa com o objetivo de impressionar o intempestivo pai de Carol, o coronel Melkett e o milionário Georg Bamberger. Eles esperam que os dois homens possam comprar algumas das esculturas de Brindsley. Sem pedir ao seu vizinho, Harold, vão buscar os móveis a sua casa para tornar o seu próprio apartamento mais apresentável. Pouco antes da chegada dos convidados, um fusível rebenta, mergulhando todo o plano na escuridão. O que se segue é uma correria frenética com visitantes inesperados, identidades trocadas e surpresas à espreita em todos os cantos sombrios! Apenas nós, a plateia, podemos ver o que se passa no escuro. Como seria de esperar, os resultados são caóticos, desastrosos… e extraordinariamente divertidos.

Depois de duas grandes versões em Lisboa (nos anos 60 e 90), genialmente encabeçadas por Canto e Castro e Mário Viegas, chega agora a vez do Cartaxo receber a peça “Black Comedy”de Peter Schaffer.

A adaptação e a encenação são de Frederico Corado e conta, no elenco, com André Diogo, Sara Inês, Mário Reis Júlio, Rosário Narciso, Carlos Ramos, Mauro Cebolo, Mónica Coelho e Paulo Cabral.

Pode gostar também
Comentários
Loading...