Jorge Nunes traz fado ao Cartaxo

Nesta sua digressão nacional não virá sozinho, com ele estarão três convidados especiais – Diogo Rocha, João Loy e Lenita Gentil

484

Jorge Nunes gravou o seu primeiro disco em 2013 – Outro Fado – e desde então tem levado a canção portuguesa, Património Imaterial da Humanidade, a alguns dos maiores palcos nacionais e internacionais, esgotando salas como o cinema São Jorge ou o Museu do Oriente. No dia 29 de setembro, estará no Cartaxo para um espetáculo integrado na sua digressão nacional e não virá sozinho, com ele estarão três convidados especiais – Diogo Rocha, João Loy e Lenita Gentil.

 

Nota biográfica e percurso artístico

Jorge Nunes nasce no Barreiro trazendo em si Lisboa e Cabo Verde de mãos dadas nas suas origens, África de sua mãe e Lisboa de seu pai. A par de uma carreira futebolística e a formação académica, a música sempre foi parte integrante do seu crescimento, e o fado, esse trouxe-o consigo.

 

“Desde sempre ligado ao fado, por influência direta do meu pai, Jorge Fernando, atualmente estou de corpo e alma nesta arte que é tão nossa, cantando em casas de fado como residente (Casa da Pimenta – Palmela, Sr. Fado – Alcochete, Fora de Moda – Alfama), de momento atuo no “Boteco da Fá” em Alfama”, refere o artista.

Assim surgiu a oportunidade de gravar o “Outro Fado”. É um álbum que começou a ser preparado em fevereiro de 2013, quando foi desafiado a ir para estúdio pelo produtor, Jorge Fernando, e por uma grande Senhora do Fado que “um dia, diz para o meu pai: “porque não lhe grava um disco?”, palavras de Celeste Rodrigues enaltecendo-me a profundidade tímbria e a verdade da alma com que canto”.

O resultado – “Outro Fado”, que contou com a participação de Jorge Fernando (Produção e Viola), Ângelo Freire (Guitarra Portuguesa), Filipe Larsen (Baixo) e Custódio Castelo (Guitarra Portuguesa, convidado especial). Com etiqueta da IPLAY foi para as lojas em novembro de 2013.

Leia Também  Assembleia Municipal do Cartaxo elege representantes em diversas entidades

 

Este primeiro trabalho levou-o a palcos de Toronto, Goa, Holanda, onde realizou espetáculos e onde foi aclamado pelo público. Em Portugal, Jorge Nunes apresentou o “Outro Fado” em salas como o cinema São Jorge, o Museu do Oriente, entre outras, e o resultado foi… sala esgotada.

 

Jorge Nunes, já não é um talento escondido. Hoje, já é possível, afirmar-se que é um talento partilhado com todos os que queiram ouvi-lo.

 

Com provas dadas, esgotou também a primeira edição do seu disco. Jorge Nunes, não procura embaraços intelectuais e canta o que sente, o que vive e da forma como o entende, ou não fosse ele também autor de algumas letras e músicas do seu primeiro trabalho discográfico.

 

Atualmente está a trabalhar no seu próximo álbum que sairá no primeiro trimestre de 2017, ainda que dentro do fado mas com uma ousadia diferente da do habitual tradicional, também produzido pelo Jorge Fernando.

 

Este, ainda conta com uma parceria com o Rapper Brasileiro Mc Zuka, resultando dessa fusão o primeiro single do próximo álbum, um tema no qual o Rapper e o Fadista contam um pouco da sua História, intitulado “Nosso Fado”. Este tema é ainda uma composição de Jorge Nunes em parceria com Paulo Almeida, com letra de Jorge Nunes e Mc Zuka.

 

Saiba mais na página de Facebook de Jorge Nunes

Pode gostar também