Lavagem de contentores em todas as freguesias do concelho

"Na cidade do Cartaxo, os contentores e baldes são lavados e desinfetados seis vezes ao ano e em todas as freguesias, quatro vezes ao ano", afirma Pedro Nobre, vereador responsável pelo pelouro de Recolha de Resíduos e Limpeza Urbana

316

Limpeza e desinfeção de contentores de recolha de resíduos sólidos urbanos começou esta segunda-feira em Valada e vai alargar-se a todas as freguesias do concelho, depois de já ter começado na cidade.

Os serviços de Recolha de Resíduos e Limpeza Urbana (RRLU) da Câmara Municipal do Cartaxo iniciaram, na passada semana, trabalhos de lavagem e desinfeção de todos os contentores do concelho. Os trabalhos, que tiveram início na cidade do Cartaxo com a lavagem de mais de 360 baldes e contentores, vão continuar de acordo com os circuitos de recolha já estabelecidos no concelho.

De acordo com o município, a partir de hoje, dia 13 de novembro, será iniciado o circuito das freguesias fora da sede de concelho, Valada será a primeira freguesia do circuito de lavagem e desinfeção, seguindo-se Vale da Pedra e Vila Chã de Ourique. Pontével, Ereira e Lapa serão agendados de acordo com o decorrer dos trabalhos em curso.

Pedro Nobre, vereador responsável pelo pelouro de Recolha de Resíduos e Limpeza Urbana, informou que “a lavagem e desinfeção dos contentores é executada regularmente pela empresa Recolte, de acordo com o contrato que a Câmara Municipal do Cartaxo celebrou, por concurso público com esta empresa e é sempre acompanhada pelos serviços municipais”, referindo que “na cidade do Cartaxo, os contentores e baldes são lavados e desinfetados seis vezes ao ano e em todas as freguesias, quatro vezes ao ano”.

Leia Também  Cinema às sextas está de volta ao Centro Cultural do Cartaxo

Ainda segundo a nota informativa da Câmara Municipal, nestes circuitos são lavados e desinfetados cerca de 1500 contentores e baldes de deposição indiferenciada de resíduos, com o objetivo de manter as condições de higiene dos contentores e salubridade dos espaços onde estão colocados.

O autarca afirma que “os serviços municipais relatam muitas situações que dificultam a manutenção dos contentores em condições ideais de limpeza”, sensibilizando para a importância de “todos nós adotarmos alguns cuidados ao depositar o lixo nos contentores e baldes de recolha, para que estes se mantenham limpos durante mais tempo entre as lavagens que são feitas ao longo do ano”. O ideal será acondicionar o lixo doméstico em sacos fechados, para evitar detritos soltos dentro do contentor, “é uma ação simples, mas muito importante, que só por si evita maus cheiros e falta de condições de higiene”, sugere Pedro Nobre.

A deposição de materiais como óleos ou restos de tintas e outros líquidos potencialmente perigosos vazados diretamente nos contentores, é outra das situações recorrentes que dificulta a manutenção destes equipamentos, lamenta a autarquia.

Pode gostar também