PSD quer homenagear trabalhador agrícola do Cartaxo

A proposta do vereador do PSD, Vasco Cunha, foi aprovada por unanimidade

1.055

O vereador do PSD, Vasco Cunha, apresentou na reunião de Câmara da passada segunda-feira (7 de agosto) uma proposta que prevê um monumento de homenagem ao trabalhador agrícola do Cartaxo, que acabou aprovada por unanimidade.

 

Atravessando a história, recuando à passagem dos romanos por estas terras, e até recordando lendas do Cartaxo, Vasco Cunha sustentou de forma bastante exaustiva a proposta do PSD de homenagear o trabalhador agrícola do Cartaxo, através de um monumento no concelho, lembrando a importância da atividade agrícola aqui desenvolvida “sobretudo como a principal atividade, fosse no campo, fosse no bairro, fosse na charneca”, ao longo dos tempos. “A vitivinicultura fez o seu caminho e esta terra foi enriquecendo”, refere Vasco Cunha, que lembra que “este trabalho não foi sendo só feito só com pessoas da terra, “vieram pessoas de outros cantos do País”, sublinhando também o “papel particular da mulher” nos ranchos que vinham de fora para o concelho do Cartaxo praticar a agricultura, no seu sentido tradicional da exploração da terra, mas também do desenvolvimento da pecuária”.

 

“Do nosso ponto de vista, ao longo de todos estes anos, faltou aqui fazer uma homenagem àquele que é, de sobremaneira, o grande sustentáculo da agricultura e da riqueza que o nosso concelho teve ao longo de todos esses anos que é o trabalhador agrícola”, afirmou o vereador, depois de reconhecer que, “nos dias de hoje, passados mais de 40 anos de democracia, o Cartaxo vai fazendo também a sua homenagem a episódios seculares da nossa vida rural, em que a Feira dos Santos, a Festa dos Fazendeiros e a Festa do Vinho são os três mais emblemáticos”, lembrando ainda que “o Museu Rural e do Vinho é também, numa outra dimensão, importante, e depois outros episódios anuais – a eleição do rei e da rainha das vindimas, a Festa das vindimas, que são de alguma de alguma forma homenagens à nossa ruralidade”.

Leia Também  João Oliveira é candidato à Distrital da JSD

 

“Na nossa proposta”, continua o vereador do PSD, “pensámos em, de alguma forma, representar o casal do trabalhador agrícola, mas mais importante do que isso não gostaríamos que este tipo de homenagem ficasse fechado dentro das paredes da Câmara Municipal e gostaríamos que esta fosse também uma iniciativa alargada à sociedade civil, sugerindo que os meios de comunicação locais (incluindo o Jornal de Cá) fossem “dois bons parceiros numa iniciativa desta natureza”, assim como outras empresas que se pretendam associar.

 

Esta terá sido a última proposta apresentada pelo PSD neste mandato, aprovada por unanimidade. “Acompanho a intenção e a bondade da proposta dos vereadores do PDS, associando-me a tudo o que nela está disposto”, referiu Paulo Varanda, do Movimento Independente pelo Cartaxo, apesar de ter “pena que nesta fase e nos próximos anos não consigamos fazer despesa para fazer uma estátua, condignamente”, o vereador acredita “na boa fé, no conceito e na elevação com que foi produzida esta proposta e que seja feita alguma coisa”.

 

O presidente Pedro Ribeiro, que diz gostar muito de história, referiu que “nem era preciso tanta argumentação para fundamentar uma homenagem ao trabalhador agrícola”, ressalvando, porém, que vários eventos do concelho acabam por fazer essa homenagem. Pedro Ribeiro saudou a iniciativa, assim como acha “importante, de facto, envolver a nossa comunidade para saber qual a freguesia que melhor poderia acolher a estátua ou instalação, algo que pudesse de forma simbólica ser edificado para homenagear o trabalhador rural”.

Pode gostar também