Cartaxo | Diário digital

“Temos muita honra em dar a cara pelo Partido Socialista”

Pedro Ribeiro endureceu o discurso, declarando que "nós não precisámos de nos esconder atrás de uma falsa coligação para mostrar que temos mais de 70 por cento de independentes nas nossas listas"

821

A uma semana do arranque oficial da campanha para as autárquicas de 1 de outubro de 2017, o PS Cartaxo inaugurou oficialmente a sua sede de campanha, na Rua Batalhoz, ao final da tarde desta segunda-feira, e abriu as ‘hostilidades’.

Dezenas de pessoas juntaram-se para ouvir os discursos da praxe neste final de tarde onde a família socialista do distrito de Santarém não quis deixar de estar presente. Marcaram presença, entre outros, os deputados Idália Serrão (vice-presidente da Assembleia da República), António Gameiro (presidente da Federação Distrital de Santarém do PS) e Hugo Costa, bem como o presidente da Câmara Municipal de Almeirim, Pedro Ribeiro, entre outros. Também Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS disse ‘presente’ à chamada.

A presidente do PS Cartaxo, Elvira Tristão, aproveitou a ocasião para “dizer que é uma enorme honra estar aqui a representar o PS Cartaxo e a lançar a nossa campanha da candidatura ‘Pedro Ribeiro – Fazer Bem’ em nome do PS”.

Por todo o País se houve, e eu faço muitos quilómetros, muita gente a dar o Pedro como uma referência de autarca competente, de autarca rigoroso e de autarca que está todos os dias próximo dos seus cidadãos.

Ana Catarina Mendes

O presidente da Federação de Santarém do PS, António Gameiro, salientou que “a minha presença aqui não pode significar mais do que o testemunho do líder distrital, amigo, que tem testemunhado, ao longo destes últimos quatro anos, como testemunhou noutros momentos, a qualidade da intervenção do Pedro Magalhães Ribeiro, o criterioso exemplo que tem na aplicação e no desenho das políticas públicas municipais, e a forma como se envolve, também, regionalmente naquilo que tem a ver com a vida do PS mas, sobretudo, com a vida do Município do Cartaxo no contexto regional”.

A terminar, António Gameiro deixou um pedido “de exaltação ao trabalho, de unidade à volta das listas, dos seus candidatos, do Pedro, no sentido de levarmos a palavra a todas as nossas pessoas”.

Ana Catarina Mendes considerou que “o Cartaxo não podia estar melhor entregue do que estar aqui o Pedro Magalhães Ribeiro, pelas suas qualidades como pessoa mas pelas suas qualidades como político, sempre atento ao seu concelho”, confidenciando que “por todo o País se houve, e eu faço muitos quilómetros, muita gente a dar o Pedro como uma referência de autarca competente, de autarca rigoroso e de autarca que está todos os dias próximo dos seus cidadãos”.

Quero saudar todos os nossos apoiantes pela forma elevada como se têm posicionado nesta campanha. Há muito insulto, há muita manobra de difamação nas redes sociais e eu sinto um enorme orgulho que todos os nossos apoiantes não têm dado conversa a essa gente que nada tem a ver com a natureza das pessoas da nossa terra.

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro começou por deixar uma promessa ao presidente da Federação, de que “tudo faremos, nestas eleições, para manter a boa tradição de sermos o único concelho socialista desde o 25 de Abril em eleições autárquicas e tudo faremos para que ele tenha a esmagadora vitória no distrito de Santarém que teve há quatro anos”.

Leia Também  Férias: Atelier de Educação Artística para crianças no CCC

Depois dos agradecimentos, Pedro Ribeiro endureceu o discurso, declarando que “quero saudar todos os nossos apoiantes pela forma elevada como se têm posicionado nesta campanha. Há muito insulto, há muita manobra de difamação nas redes sociais e eu sinto um enorme orgulho que todos os nossos apoiantes não têm dado conversa a essa gente que nada tem a ver com a natureza das pessoas da nossa terra”. E as críticas foram mais longe: “nós não escondemos o símbolo do nosso partido. Nós temos muita honra em dar a cara pelo Partido Socialista, assumindo com humildade e sem presunção aquilo que correu mal, o que correu bem, o que deveria ter corrido melhor” e “é para nós um enorme orgulho defender esta sigla partidária e dizer que este continua a ser o projeto onde mais concidadãos nossos independentes dão a cara. Significa isto que nós não precisámos de nos esconder atrás de uma falsa coligação para mostrar que temos mais de 70 por cento de independentes nas nossas listas”.

Lembrando que “em clima de asfixia financeira, não conseguimos resolver todos os problemas com a celeridade que desejamos”, o candidato reclamou “resultados para mostrar aos cartaxeiros, que nos fazem crer que podemos encarar o futuro com uma esperança maior, que com toda a certeza vamos conseguir construir, em conjunto, um futuro melhor para os nossos concidadãos, uma terra que possa representar, para as gerações vindouras, mais oportunidades do que aquelas que a nossa geração encontrou”.

Nós não escondemos o símbolo do nosso partido. Nós temos muita honra em dar a cara pelo Partido Socialista, assumindo com humildade e sem presunção aquilo que correu mal, o que correu bem, o que deveria ter corrido melhor.

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro aproveitou para lembrar os avanços no processo de revisão do PDM (Plano Diretor Municipal), dizendo que “as perspetivas são boas, tivemos uma reunião na CCDR (Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional) e muitas das condicionantes ao nosso desenvolvimento, particularmente na freguesia de Valada, foram levantadas”; a recuperação financeira, “que vai significar capacidade para canalizar mais verbas para o investimento”; ou a subida no índice de transparência municipal.

A conservação e requalificação do espaço público, a limpeza urbana, a conservação dos jardins, o reforço da iluminação pública, melhorar a mobilidade, continuar a investir na educação e desenvolver as marcas associadas ao concelho – o Tejo e o vinho – são os princípios orientadores da candidatura do PS à Câmara Municipal do Cartaxo, aqui recordados por Pedro Ribeiro.

Pode gostar também
Comentários
Loading...