PSP, ASAE e AT fiscalizam distrito de Santarém

 

Durante a noite da última sexta-feira (16), o Comando Distrital da Polícia de Segurança Pública de Santarém, levou a efeito em várias cidades do distrito uma operação coordenada e de grande envergadura, tendo também participado outras entidades, tais como a Autoridade de Segurança Alimentar Económica (ASAE) e a Autoridade Tributária (AT), utilizando as suas valências de investigação criminal, de trânsito, de fiscalização de estabelecimentos, entre outros.

De acordo com a nota da PSP, foram detidos cinco homens, por condução com excesso de álcool no sangue, com valores que variaram entre 1,31 e 2,19 gramas por litro no sangue, num total de 342 testes de verificação de alcoolemia no sangue efetuados durante a operação.

Foi detido um outro homem, maior, em virtude de ter sido encontrado na sua posse uma quantidade de produto suspeito de ser “haxixe”, suficiente para 361 doses individuais.

Foram também identificados três homens e uma mulher, por posse de produtos suspeitos de serem estupefacientes e em quantidades suficientes para o consumo individual, tendo sido elaborados autos de notícia por contraordenação e os autuados notificados para comparecerem na Comissão de Dissuasão da Toxicodependência de Santarém.

Foram fiscalizadas e controladas por radar 3708 viaturas de diferentes categorias, tendo sido apreendidas cinco viaturas automóveis por infrações diversas, e fiscalizados cinco estabelecimentos de restauração e bebidas e com pista de dança.

Mais artigos
1 De 59

De acordo com a PSP, durante a mega operação foram detetadas algumas contraordenações na estrada, designadamente, seis por falta de inspeção; 37 por excesso de velocidade; 12 por excesso de álcool no sangue; três por desobediência ao sinal de paragem efetuada pelo agente e autoridade;

uma por falta de seguro obrigatório de responsabilidade civil.

A PSP dá ainda conta de ainda 87 outras infrações diversas, entre as quais 11 em estabelecimentos, (falta de livro de reclamações, falta de licenciamento do estabelecimento, à falta de afixação de preços). Tanto a ASAE e como a AT detetaram também diversas infrações no âmbito das suas competências.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.