“Acredito ser uma mais-valia para a freguesia de Valada”

Entrevista do Jornal de Cá a Amélia Figueiredo Martins, candidata da CDU à freguesia de Valada, nas eleições autárquicas de 2021, que se realizam no dia 26 de setembro.

Como vê a freguesia de Valada na atualidade?
Vejo a freguesia mais bonita do concelho do Cartaxo estagnada quanto ao seu desenvolvimento, apesar de possuir inúmeras potencialidades à espera de serem exploradas. Sabemos que a Junta de Freguesia não tem capacidade para solucionar todos os problemas que a freguesia de Valada enfrenta, e aos últimos executivos continuou e continua a faltar a força e persistência para o exigir e reivindicar. Desde obras e manutenções necessárias e que se arrastam há muitos anos, até a problemas estruturais e mais complicados de resolver que ficam eternamente adiados na sua resolução (como por exemplo questões ligadas ao saneamento básico que se encontram inacabadas, desenvolvimento da zona ribeirinha levando a cabo conversações com a entidade que a regula (APA) bem como a requalificação da Palhota, entre outras).

É preciso uma maior intervenção da Junta de Freguesia na tentativa de resolver os problemas, porque ficar em muitos casos à espera que a Câmara Municipal do Cartaxo os resolva, implica o adiar da resolução dos mesmos, o que se torna inaceitável.

Quais as suas prioridades para a freguesia de Valada?
Investir no desenvolvimento turístico insistindo com a APA (entidade responsável pela zona ribeirinha) na aprovação de regulamento para que seja possível formalizar a Praia fluvial, bem como avançar com o parque de campismo e autocaravanismo; concluir os trabalhos relacionados com a ETAR e o saneamento básico; insistir na revisão do PDM para que o desenvolvimento social venha a ser uma realidade; avaliação regular da limpeza, manutenção e recuperação dos diques para que continuem a oferecer protecção à população e respectivos bens; acompanhamento através de avaliação constante no que diz respeito à segurança da Ponte D. Amélia, junto das entidades competentes; requalificação da Palhota, investindo e fiscalizando as construções já existentes, que não cumprem as normas, bem como as futuras; insistir com a Câmara que restaure a escola de Valada, património histórico da freguesia, que se encontra fechada e a degradar-se dando-lhe um destino como museu e biblioteca, onde através de exposições daria a conhecer as nossas gentes, costumes e trabalhos; reivindicar a viabilização da construção do viaduto de Santana; criar caminhos alternativos para que o trânsito de pesados, na época das culturas, não passe por dentro da vila nem no dique na povoação de Reguengo; manutenção e reparação dos wc [públicos] e do parque de merendas; insistir com a Câmara e APAAC na esterilização de gatas, evitando desta forma o aumento da comunidade; melhorar a limpeza da freguesia, através de pedido ao IEFP/RSI.

O que ambiciona para a freguesia de Valada?
Uma freguesia com mais vida, mais bem cuidada e onde seja agradável viver. Uma freguesia no seu todo (Valada, Porto Muge, Reguengo e Palhota) onde tenhamos orgulho de viver e orgulho em mostrá-la aos visitantes.

O que é que Valada tem a ganhar com a sua eleição?
Sendo uma pessoa dinâmica, com vontade de trabalhar e que não se acomoda, acredito ser uma mais-valia para a freguesia. Preocupo-me pelo bem-estar desta freguesia e dos seus habitantes, ouvindo a população e tentando resolver os seus problemas.

Ler
1 De 30

* Freguesia de Valada
A freguesia de Valada possui uma área de 42,17 km2, tem cerca de 800 habitantes e uma densidade populacional de 19,5 hab/km².

Pode gostar também