Agrupamento Marcelino Mesquita está de parabéns

 

O Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita está a comemorar 12 anos. A sessão solene decorreu esta segunda-feira, na Biblioteca Escolar José Luís Peixoto, na escola-sede do Agrupamento.

Jorge Tavares, diretor do Agrupamento, começou por lembrar que passaram 12 anos no último sábado sobre a constituição formal do Agrupamento, a que se juntou, há quatro anos, a Escola Secundária do Cartaxo. Este responsável lembrou, igualmente, que a constituição do Agrupamento não tem sido estática, com os encerramentos, já no início deste ano letivo, do Jardim de Infância e EB de Valada. Para além disso, Jorge Tavares considera que o Jardim de Infância e EB de Vale da Pinta merecem uma reflexão, uma vez que integram o Agrupamento D. Sancho I, sediado em Pontével, apesar da proximidade ao Cartaxo, acrescentando que os encarregados de educação deverão ser chamados a refletir sobre este tema. A ocasião foi, ainda, aproveitada por Jorge Tavares para solicitar um maior acompanhamento da PSP à Escola Secundária, pela diversidade lá existente.

No que respeita à Escola Secundária, a mais recente ‘aquisição’ do Agrupamento, regista mais dez por cento que a média nacional de entradas no ensino superior, quatro campeões nacionais em diversas áreas do conhecimento e zero por cento de abandono escolar, “o que nos coloca, a par do vinho, como uma das bandeiras do concelho do Cartaxo”, salientou.

“Fazer escola também é invocar os valores da tolerância”, começou por dizer Pedro Ribeiro, presidente da autarquia, que considerou que as artes são áreas para expressar esses valores. E nesta questão dos valores, o autarca salientou o importante papel dos professores enquanto educadores e formadores, “até para fazer face de alguma forma às ausências que se sentem a partir de casa”, uma vez que as  consciências têm de ser despertadas.

Esta sessão solene contou com a presença do Bispo de Santarém, D. Manuel Pelino. A propósito do convite feito a D. Manuel Pelino, Pedro Ribeiro deu os parabéns ao Agrupamento, dizendo que “em boa hora teve esta capacidade de convidas o sr. Bispo, porque esta é uma altura em que precisamos mais do que nunca de desenvolver o lado espiritual dos nossos jovens”.

Mais artigos
1 De 510

Considerando que as escolas são dos locais mais importantes do concelho, Pedro Ribeiro concluiu, lembrando que “se não lutarmos para fazer esse caminho, não vejo um futuro diferente daquele a que assistimos”.

D. Manuel Pelino lembrou que as preocupações educativas sempre fizeram parte da fé cristã, e lembrou que “educar é tirar a pessoa do seu individualismo, da sua ilha, e trazê-la para a realidade”.

Esta sessão solene contou com diversos apontamentos artísticos de professores e alunos, e realizou-se no dia em que arrancou a Semana da Leitura e a Escola em Movimento.


 

Pode gostar também

Comentários estão fechados.