Agrupamento Marcelino Mesquita recebeu Parlamento dos Jovens distrital

No Auditório da Quinta das Pratas

 

O Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo foi palco de uma sessão distrital do Parlamento dos Jovens, nos dias 20 e 21 de março.

As sessões decorreram no Auditório Municipal da Quinta das Pratas, e na terça-feira, 20, realizou-se a sessão dedicada ao ensino básico, com a presença do deputado Duarte Marques, do PSD, eleito à Assembleia da República pelo círculo eleitoral de Santarém, subordinada ao tema “Os jovens e a Constituição: tens uma palavra a dizer”; e na quarta-feira, 21, foi a vez dos jovens do ensino secundário discutirem o tema “40 anos de Constituição da República Portuguesa e do Poder Autárquico. A que temos. A que queremos: Desafios do Poder Local”. Esta sessão contou com a presença do deputado socialista eleito por Santarém à Assembleia da República, Hugo Costa.

O Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República, dirigida aos alunos dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e do ensino secundário.

O programa culmina com a realização anual de duas Sessões Nacionais na Assembleia da República, uma destinada aos alunos dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico; e outra destinada aos alunos do ensino secundário. Estas sessões estão marcadas para dias 22 e 23 de maio, respetivamente.

Mais artigos
1 De 514

O Parlamento dos Jovens tem por objetivos “educar para a cidadania, estimulando o gosto pela participação cívica e política; dar a conhecer a Assembleia da República, o significado do mandato parlamentar, as regras do debate parlamentar e o processo de decisão do Parlamento, enquanto órgão representativo de todos os cidadãos portugueses; promover o debate democrático, o respeito pela diversidade de opiniões e pelas regras de formação das decisões; incentivar a reflexão e o debate sobre um tema, definido anualmente; proporcionar a experiência de participação em processos eleitorais; estimular as capacidades de expressão e argumentação na defesa das ideias, com respeito pelos valores da tolerância e da formação da vontade da maioria; e sublinhar a importância da sua contribuição para a resolução de questões que afetem o seu presente e o futuro individual e coletivo, fazendo ouvir as suas propostas junto dos órgãos do poder político”, pode ler-se no site do programa, em www.jovens.parlamento.pt.

 

Pode gostar também

Comentários estão fechados.