Alunos do Cartaxo em visita a Áustria

No âmbito de uma parceria bilateral Erasmus+ com a escola BHAK- BundeshandelsAkademie – Korneuburg, nos arredores de Viena de Áustria, 20 alunos do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo e duas professoras participaram numa mobilidade, de 30 de setembro a 6 de outubro.

Após a visita ao Cartaxo e uma intensa semana de partilha, convívio, conhecimento mútuo visitas culturais, a empresas locais, sessões de partilha, reflexão e debate, durante a semana de mobilidade/formação, por parte de 25 alunos e duas docentes da BAAK, no passado mês de abril, levando na bagagem inúmeras lembranças e saudade, agora chegou a vez dos nossos alunos serem recebidos de forma recíproca.

Após inúmeras semanas de preparação, para que nada falte, entre o grupo de docentes de ambas as escolas, os alunos portugueses tiveram à sua espera um programa repleto de palestras, workshops, sessões de trabalho e recheado de muitas visitas culturais, tudo subordinado ao tema “Trabalhar na União Europeia – comportamentos interculturais”.

Desde palestras com representantes de várias instituições austríacas, relatos e partilhas de testemunhos, visitas guiadas a várias empresas locais e ainda à sede das Nações Unidas, UNO-City, em Viena de Áustria e, como não podia deixar de ser, as visitas culturais ao palácio Schoenbrunn. Os participantes embarcaram ainda numa viagem histórica e através dos tempos da mágica Viena e, como não poderia faltar, num cruzeiro no Danúbio.

Conforme relata o comunicado do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita (AEMM) do Cartaxo, foi uma semana intensa de trabalho e reflexão, partilha de trabalhos desenvolvidos em torno da temática acima referida e total imersão linguística e cultural, uma vez que 12 alunos irão ficar com famílias de acolhimento.

Mais artigos
1 De 127

No regresso, e na bagagem, trouxeram por certo experiências multiculturais e memoráveis da histórica capital imperial, sonhos concretizados e a consciência da cidadania europeia e do que isso representa nas sua vidas futuras.

Tudo se tornou possível graças aos programas de parceria e intercâmbio escolar Erasmus+, financiados pela União Europeia e que tem aproximado cada vez mais as escolas e os jovens da Europa, diluindo fronteira linguísticas e culturais. Mais alunos do AEMM virão certamente a beneficiar destas experiências únicas, no âmbito de outras parcerias já em marcha para os próximos dois anos letivos.

Pode gostar também
Comentários
Loading...