André Ramalho em 4º no Troféu Joaquim Agostinho

Destaque, também, para Bernardo Gonçalves, igualmente Sub-23, que foi um dos três ciclistas de primeiro ano que conseguiu terminar a prova

 

Depois da excelente prestação na Volta a Portugal do Futuro, André Ramalho esteve novamente em evidência, ao ser o quarto melhor ciclista Sub-23 no Troféu Joaquim Agostinho, prova disputada em conjunto com as equipas profissionais, e que decorreu de 5 a 9 de julho.

A prova iniciou-se com um prólogo de oito quilómetros, no Turcifal, Torres Vedras. André Ramalho foi o melhor elemento da Jorbi, tendo chegado na 26ª posição da geral, sexto melhor Sub-23, seguido de Jorge Marques na 68ª posição, 15º Sub-23.

A primeira etapa da prova, uma ligação de 140 quilómetros, entre a Ventosa e Arruda dos Vinhos, foi disputada ao sprint, com André Ramalho a chegar na 34ª posição, mantendo a sexta posição entre os ciclistas Sub-23.

Ao terceiro dia de prova surgiu a etapa rainha da prova, com André Ramalho em grande plano, ao ser o quarto Sub-23 a passar a linha de meta. Com esta classificação, Ramalho passava a ser o terceiro melhor ciclista Sub-23 em prova, quando faltavam apenas dois dias de competição.

O quarto dia tinha reservado aos ciclistas duas jornadas de competição, uma etapa de 78 quilómetros entre Atouguia da Baleia e o Vimeiro, de manhã, e à tarde o circuito de Torres Vedras, com 111 quilómetros para percorrer. Na primeira, André Ramalho seria o sétimo Sub-23, depois de uma chegada ao sprint, sendo que no sempre complicado circuito de Torres Vedras Ramalho voltou a ser o sétimo sub-23 em prova, o que o fez descer ao quarto lugar na geral individual entre os ciclistas mais jovens.

Mais artigos
1 De 55

Para o último dia de competição ficou reservado uma etapa de 162 quilómetros, entre São Martinho do Porto e a Carvoeira, com uma contagem de segunda categoria. Nesta etapa, André Ramalho foi o quarto Sub-23 no final da etapa, que incluiu mais uma passagem na serra de Montejunto. Com este lugar, André Ramalho terminava a sua prestação no Troféu Joaquim Agostinho na 23ª posição da geral, quarto melhor Sub-23.

Destaque, também, para Bernardo Gonçalves, igualmente Sub-23, vindo da formação da Jorbi, que foi um dos três ciclistas de primeiro ano que conseguiu terminar a prova.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.