Apenas 5 funcionários aderiram ao pré-aviso de greve nas escolas

Situação acabou por obrigar ao encerramento da EB 2,3 Marcelino Mesquita

 

O Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais lançou um pré-aviso de greve para hoje, sexta-feira, 21 de abril. O pré-aviso de greve é uma figura que se destina a permitir a participação, neste caso, dos assistentes operacionais das escolas na manifestação que decorre esta tarde, frente ao Ministério da Educação.

Esta manifestação visa exigir mais pessoal não-docente para as escolas; a revogação da portaria dos rácios (que determina o número de assistentes operacionais para cada escola); a reposição/criação de carreiras especiais para os não-docentes, com valorização remuneratória e redução da idade da reforma; negociação do caderno reivindicativo do pessoal não-docente; e à não-municipalização destes trabalhadores.

Este pré-aviso de greve, no Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo, contou com a adesão de cinco assistentes operacionais, que trabalham no bar da escola-sede. Apesar de serem apenas cinco, acabaram por levar ao encerramento da EB 2,3 Marcelino Mesquita, pelas 11h35, por ordem do diretor, uma vez que o serviço de bar não estava a funcionar.

As restantes escolas do Agrupamento funcionaram normalmente.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.