“As promessas que assumir é para cumprir. Doa a quem doer”

Hernâni Rodrigues, 41 anos, consultor na indústria automóvel, candidato a presidente da Junta de Pontével pela coligação Juntos pela Mudança (PSD e Nós, Cidadãos)

Quem é o homem que se candidata a presidente da Junta de Pontével?
Sou natural de Pontével, onde vivo, e tenho 41 anos. Sou consultor de serviço na indústria automóvel, em Santarém, onde trabalho há 20 anos. Sou uma pessoa honesta, sincera, as pessoas gostam facilmente de mim, pela minha simpatia, pela minha maneira de estar.

O que motivou a ser candidato?
Não tinha estado nunca na política. É a primeira vez e encarei isto como um desafio e em tudo o que entro como desafio é para cumprir. Entrei mais nisto pelo Jorge Gaspar, já o conhecia, mas o que me levou a aceitar foi o facto de a população estar descontente e não haver ali alguém que conseguisse dar a cara pela população. As pessoas estão descontentes com o atual presidente porque das coisas que prometeu não conseguiu cumprir. Temos feito algumas ações no terreno, temos ido aos locais falar com as pessoas e é disso que elas se queixam, que não fizeram nada do que prometeram.

Que presidente de Junta quer ser?
Quero ser um presidente de Junta para as pessoas, ou seja, que as pessoas sintam que está ali um presidente presente e que olhe pelos seus problemas e não as abandone. Não vou prometer coisas que não vou conseguir cumprir mas as que vou assumir é para cumprir, por uma questão de honra. Doa a quem doer. Tenho aqui algumas, como a reabilitação do mercado de Pontével e de toda a sua parte histórica, porque Pontével tem uma grande parte histórica e uma boa parte está abandonada e degradada. Pode um dia mais tarde servir para as pessoas virem visitar a terra e, neste momento, acho que não está uma terra limpa, nem cuidada.

Não vou deixar a minha profissão, mas tenho uma equipa de pessoas fantásticas, uns com mais disponibilidade que outros, mas vou ser um presidente no terreno. Vamos trabalhar em equipa e tive o cuidado de ir buscar pessoas de todos os lugares da freguesia e de nos sentarmos à mesa e ver quais as dificuldades de cada um destes lugares.

Que ideia tem da sua freguesia?
A ideia que tenho é que Pontével tem muito potencial para dinamizar a freguesia, com 4.617 habitantes, muito associativismo, há sempre uma preocupação por parte das pessoas para não deixar morrer as tradições. Nasci ali, sou um filho da terra e não vou deixar acabar as coisas. Entrei nisto como um desafio e espero não desiludir, ganhando as eleições. Estou muito motivado, as pessoas têm-me apoiado muito e agora há muito trabalho a fazer.

A freguesia de Pontével está muito descuidada, principalmente as ruas, as estradas, todos os acessos aos casais estão muito descuidados. E é a imagem da nossa terra que passa para o exterior. E indo por estes casais todos, a limpeza está uma coisa terrível, assim como a sinalização. Queremos sinalização luminosa junto ao ATL.

Mais artigos
1 De 3

O que vai fazer primeiro se for eleito?
Vamos por etapas e analisar em equipa. Tenho 19 pessoas na minha equipa e definimos os problemas por tópicos e há vários em cada um dos lugares – como sabe, há Pontével, Casais da Amendoeira, Cruz do Campo, Casais Lagartos, Casais dos Penedos, Casais dos Luíses, Casais Telégrafos, Casais da Alcaria, Casais das Areias e Vale da Zebra – e posso dar alguns exemplos: em Pontével, a questão do mercado, reestruturar o espaço do Rio da Fonte e promover o estatuto de praia fluvial, dinamização do desporto jovem e da atividade sénior. Isto são alguns tópicos, em Pontével, pois há muito mais a fazer. Em Casais da Amendoeira, um parque infantil que foi prometido há quatro anos e não o fizeram – é uma prioridade porque há lá muitas crianças e a população queixa-se disso; a utilização da escola primária para um centro de atividades seniores e não para outro objetivo. Nos Casais Penedos, promover um projeto de comércio de receita para o Centro Social que lá está; recuperação de um ringue que já existe, mas está abandonado, para futsal. Nos Casais Lagartos também queremos um parque infantil, que também foi prometido e não foi feito; e a reabertura do mercado.

Queremos e exigimos saber qual o histórico de contas da Junta de Freguesia. Uma das coisas que nós frisamos é que queremos uma auditoria. Espero que ganhe o dr. Jorge Gaspar porque é uma parceria forte neste projeto e foi por isso que nós entrámos e, realmente, as ‘promessas’ são para cumprir, daí que vamos em conjunto arranjar soluções para estas situações.

Nós temos de pressionar a Câmara. O caso do parque infantil, nos Casais Lagartos e nos Casais da Amendoeira, está mal contado, ainda não consegui tirar isso a limpo. Se foi dada alguma verba para este parque onde é que ela foi empregue? Estamos a falar de cerca de cinco mil euros, nada por aí além, mas para o orçamento de uma Junta ainda é muito.

 

Lista da coligação Juntos Pela Mudança à Assembleia de Freguesia de Pontével

Candidatos efetivos  Hernâni Rodrigues, 41 anos, consultor de Serviços; Valter Silvestre, 39 anos, operário Fabril; Sofia Fernandes, 29 anos, Administrativa; Bruno Galaio, 20 anos, estudante; Telmo Aguiar, 39 anos, motorista; Catarina Firmino Semedo, 20 anos, estudante; João Belchior, 26 anos, técnico de Logística; João Xavier, 30 anos, empregado de balcão; Ana Penedos, 44 anos, advogada;

Candidatos suplentes Bruno Leal, 22 anos, operador de logística; Rúben Gorgulho, 39 anos, eletricista; Susana Carrapato, 42 anos, doméstica; Rute Azevedo, 32 anos, operária fabril; André Lopes, 22 anos, estudante; Inês Silva, 20 anos, estudante; Paula Belchior, 48 anos, auxiliar de educação; Vasco Rebelo, 32 anos, empresário; Deonilde Cruz, 65 anos, reformada; Pedro Reis, 41 anos, jurista.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.