Assembleia Municipal rejeita voto de protesto sobre Campo Seguro

 

Os eleitos do PSD na Assembleia Municipal do Cartaxo apresentaram, na sessão de quinta-feira, 29 de setembro, que decorreu em Vale da Pinta, um voto de protesto sobre o “Projeto Campo Seguro – 520 dias depois…”.

O texto começa por recordar que este projeto foi aprovado em Assembleia Municipal de 28 de abril de 2015 “por larga maioria, unicamente com um voto contra” e que “o sr. presidente de Câmara enalteceu a proposta, acolhendo-a e dizendo que se iriam encetar as medidas necessárias à sua implementação”.

Nesta altura, 520 dias passados, o PSD acusa que “a implementação deste projeto não saiu das boas intenções deste executivo – apesar de o Orçamento Municipal para 2016 o contemplar”.

Por isso, os eleitos do PSD lamentam que os agentes do setor não beneficiam ainda “das vantagens que todos reconhecemos a este projeto, nomeadamente no que toca à segurança dos seus bens, das suas ferramentas de trabalho”.

Acusando o executivo de inércia, o PSD lembra que a implementação deste projeto não representa uma despesa significativa e recorda que “na última Assembleia Municipal de junho de 2016, o sr. presidente de Câmara admitiu adiar a implementação deste projeto para 2017”.

Mais artigos
1 De 58

O presidente do Município, Pedro Ribeiro, recordou que esta proposta foi bem acolhida e que já foi realizada, em Almeirim, uma reunião sobre este projeto neste concelho, na qual participou o deputado do PSD, José Barroso.

“Este assunto mereceu a nossa atenção, tanto que a nossa proposta de Orçamento contemplava uma verba para este efeito”, disse Pedro Ribeiro.

O autarca esclareceu que é necessário o envolvimento do Comando Distrital de Santarém da GNR, por indicação do Comando concelhio, faltando agendar uma reunião com o Comandante Distrital para discutir este assunto.

Este voto de pesar foi rejeitado com 13 votos contra do PS, cinco abstenções do Movimento Paulo Varanda e seis votos a favor da CDU (dois), PSD (três) e Pedro Leal, do Movimento Paulo Varanda.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.