Associativismo Jovem – Dos Jovens para os Jovens

Opinião de Nuno Gaspar, Secretário-Geral da JSD Cartaxo

Hoje em dia assistimos a um crescimento acentuado de novas e promissoras associações juvenis, criadas por jovens e para os jovens! Mas afinal para que servem essas associações e o que é o associativismo jovem?

As associações juvenis são por definição um espaço de crescimento cívico dos jovens onde quem tem vontade de se associar, terá a certeza de que só irá receber benefícios e que esta irá contribuir para a sua evolução enquanto jovem.

Tais associações têm um papel essencial para a formação dos jovens, podendo esta ser fortemente complementada através das atividades desenvolvidas por estas, sejam elas desportivas, culturais, de solidariedade, lúdicas ou educativas, debatendo temas importantes e atrativos e desenvolvendo novas competências úteis para qualquer jovem!

Desta forma os jovens irão ganhar uma forte capacidade de responsabilidade, organização, dedicação e ação. Saberão que irão fomentar e fortalecer o seu espírito cívico, que irão muitas vezes ter de discordar de algo que para eles não fará sentido e com isso desenvolverão o seu espírito critico e terão de defender aquilo em que acreditam.

No entanto, assim como na política, deve pertencer a uma associação quem a quiser servir e não quem se quiser servir dela. Esta questão tem sido muito debatida a fim de despertar a atenção dos dirigentes destas associações para o problema da ética e da seriedade no associativismo juvenil e não só.

As associações juvenis são importantes para quem beneficia delas, para quem participa nelas e para quem com elas interage!

Mais artigos
1 De 295

O crescimento cívico de um jovem não depende apenas da educação que recebe no seio da família ou que adquire no meio escolar. O associativismo ajuda e muito! O jovem ao integrar-se no meio associativo está a dar de si para todos e a receber de todos para todos.

 

Artigo publicado na edição de maio do Jornal de Cá.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.