Banda do Concelho do Cartaxo na estreia dos Prémios Cartaxo d’Ouro

Em palco, 40 músicos de todas as Bandas Filarmónicas do concelho

Os prémios Cartaxo D’Ouro, uma iniciativa do Jornal de Cá e da revista DADA, que tem por objetivo distinguir pessoas, empresas e associações que, na sua atividade, elevam o nome do Cartaxo. Estes Prémios na sua primeira edição atribuíram distinções em quatro áreas: Cultura, Desporto, Sociedade e Economia. E, também, o Prémio Personalidade do ano.

Para a estreia dos Prémios Cartaxo d’Ouro, que decorreu no Pavilhão Municipal de Exposições no sábado, 28 de outubro, durante a tradicional Feira de Todos os Santos, o Jornal de Cá e a revista DADA apresentaram, a Banda do Concelho do Cartaxo. Em palco, 40 músicos das bandas filarmónicas do concelho.

©Vitor Neno

Para este primeiro espetáculo foram convidados os maestros Rolando Ferreira, Luís Correia, João Guerra, Edgar Barbosa e Nuno Mesquita e os músicos das bandas filarmónicas do concelho do Cartaxo – Banda da Sociedade Filarmónica do Cartaxo, Banda da Sociedade Cultural e Recreativa de Vale da Pinta, Banda da Sociedade Incrível Pontevelense, Banda da Sociedade Filarmónica Ereirense e Banda da Associação Filarmónica União Lapense – que se uniram para um concerto único, enquanto Banda do Concelho do Cartaxo.

©Vitor Neno

A abrir o espetáculo ouvimos Deep Purple Medley, que tem por base três dos temas mais populares da famosa banda Deep Purple, sendo eles “Burn”; “Highway Star” e “Smoke on the Water”, em arranjo feito por Toshihiko Sahashi. Dirigiu o maestro Edgar Barbosa, natural da Lapa, Maestro da Banda da Associação Filarmónica União Lapense.

Mais artigos
1 De 4
©Vitor Neno

No segundo momento musical da noite a Banda do Concelho do Cartaxo apresentou Eighties Flashback, uma mistura eclética de estilos musicais e personalidades coloridas dos anos 80, com alguns dos melhores hits deste rico período de música popular como: Thriller (Michael Jackson), Time After Time (Cyndi Lauper), You Give Love a Bad Name (Bon Jovi), Up Where We Belong (Joe Cocker e Jennifer Warnes) e Eye of the Tiger (Survivor), num arranjo de Paul Murtha. Dirigiu o maestro Luís Correia em substituição do Maestro Nuno Mesquita da Banda da Sociedade Cultural e Recreativa de Vale da Pinta, que não pode estar presente por razões profissionais.

©Vitor Neno

No terceiro tema musical da noite a Banda do Concelho do Cartaxo apresentou, Xutos Medley, do compositor Luís Cardoso, com alguns dos temas mais conhecidos de uma das maiores bandas do rock português, os Xutos & Pontapés, como “Para sempre”, “Não sou o único”, “Minha casinha” e “Contentores”. Dirigido pelo maestro Luís Correia, natural da Ereira, Maestro das Bandas da Sociedade Filarmónica Cartaxense e da Sociedade Filarmónica Ereirense.

©Vitor Neno

Jackson Five Medley, foi o quarto tema apresentado pela Banda do Concelho do Cartaxo. Um arranjo extremamente exigente dos maiores sucessos de temas dos irmãos Jackson, onde a maior estrela é sem dúvida o Rei da Pop Michael Jackson. Com todo o groove e soul que caracteriza esta banda mediática, o compositor Takashi Hoshide transporta para orquestra todo o balanço das suas músicas, foi dirigido pelo maestro João Guerra, natural de Pontével, Maestro da Sociedade Filarmónica Incrível Pontevelense.

©Vitor Neno

Para finalizar o espetáculo, o quinto tema da Banda do Concelho do Cartaxo: Musica i Poble – Pasodoble de Concerto, composto pelo grande compositor espanhol de música para banda, Ferrer Ferran, para assinalar a centésima edição da revista “Música i Poble”, editada pela Federação de Sociedades Musicais da Comunidade Valenciana. Foi dirigido pelo maestro Rolando Ferreira, Maestro natural do Cartaxo, que dirige a Banda de Chãs- Leiria desde 2000, e foi o coordenador do projeto da Banda do Concelho do Cartaxo a convite do Jornal de Cá e revista DADA.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.