Bombeiros Municipais do Cartaxo estão em Monchique

BMC permanecerão no terreno, pelo menos, até ao próximo domingo

Os Bombeiros Municipais do Cartaxo (BMC) estão, desde domingo, dia 5 de agosto, presentes no combate ao incêndio que há seis dias lavra em Monchique, no Algarve. Elementos do Corpo de Bombeiros e um veículo de combate a incêndios florestais, foram mobilizados para integrar o Grupo de Reforço a Incêndios Florestais (GRIF-O1).

A informação foi dada pelo presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Pedro Ribeiro, que afirmou “a confiança na competência técnica dos elementos que assumiram a responsabilidade de integrar este Grupo, assim como, o profundo reconhecimento pelo modo altruísta e abnegado que, estou convicto, colocarão na sua ação de apoio incondicional à população”.

Pedro Ribeiro tem acompanhado “este incêndio com a preocupação que se impõe, quer pela sua dimensão, evolução e persistência, quer pelo risco que implica para a segurança da população, pelos bens que já consumiu, assim como, pela enorme ameaça que ainda constitui. Este é o momento de combater o incêndio, acompanhar os nossos elementos no terreno, sabendo que vão desempenhar com muito brio as funções que lhes foram confiadas e esperando que regressem o mais depressa possível e em segurança, para junto das suas famílias”.

O presidente da Câmara Municipal afirmou também que “a competência profissional e o espírito de ajuda ao próximo que os nossos bombeiros municipais têm demonstrado no apoio à população no combate ao incêndio de Monchique, são motivo de um orgulho genuíno, institucional, mas também pessoal”.

Para o autarca, “o corpo de Bombeiros Municipais do Cartaxo, pela experiência e reconhecido profissionalismo demonstrado nas missões que cumpre em todo o país, deve ser motivo de orgulho para toda a população do concelho”, e nesta missão em concreto, “devemos todos solidariedade e disponibilidade no apoio aos elementos mobilizados para Monchique, assim como, às suas famílias – é a estas que cabe suportar a ausência, conhecedoras que são do risco e da incerteza que qualquer missão desta natureza acarreta. Partilhamos com as famílias a preocupação e acompanhamos com atenção e elevado respeito a missão dos nossos bombeiros. Que regressem em segurança ao Cartaxo e às suas famílias.”

O Corpo de Bombeiros Municipais do Cartaxo permanecerá no terreno pelo menos até ao próximo domingo, dia 12 de agosto, os efetivos mobilizados são substituídos a cada 24 horas.

Ler
1 De 582

Aos autarcas de Monchique e dos municípios limítrofes também afetados pelo incêndio, “à população deslocada das suas casas, com os seus bens ameaçados e mesmo destruídos”, Pedro Ribeiro endereça “um profundo voto de solidariedade, neste momento assaz difícil”.

Pode gostar também