Câmara reforça quadro de pessoal e equipamento dos Bombeiros Municipais

 

Na passada reunião da Câmara Municipal do Cartaxo, que decorreu no dia 3 de janeiro, Fernando Amorim, vice-presidente com o pelouro de Gestão de Recursos Humanos, informou o executivo que prevê a possibilidade, conforme cabimentado no Orçamento Municipal de 2017, “de regularização do quadro de comando dos Bombeiros Municipais, assim como, da contratação de novos efetivos, ainda este ano”.

Para Fernando Amorim, apesar das dificuldades existentes no município para fazer face a estes processos de recrutamento, “tendo em conta que estas contratações não incrementam as despesas com o pessoal verificadas no ano anterior, e as condições externas, decorrentes da Lei do Orçamento de Estado (LOE) de 2017, abrindo uma janela para iniciarmos este processo de contratação e de regularização, penso que é uma boa notícia para o nosso corpo de bombeiros e uma excelente notícia para a população, pelo acréscimo de capacidade de intervenção da corporação, que presta serviços essenciais à comunidade”. O vice-presidente explicou que o processo será apresentado pelo executivo à Assembleia Municipal, depois de obtido os pareceres das instituições que tutelam a administração local , já que “é necessária a autorização deste órgão municipal, que deve deliberar sobre se considera estes processos de contratação e regularização dos recursos humanos, como processos fundamentados e essenciais”.

Pedro Magalhães Ribeiro, presidente da Câmara e responsável pelo Serviço Municipal de Proteção Civil e pelos Bombeiros Municipais, destacou “a necessidade urgente de regularizar o quadro de comando, tal como tenho referido ao longo de todo o mandato.” Para o autarca, a “contratação de, pelo menos, mais cinco efetivos vai permitir reforçar o serviço prestado à população, poupando em horas extraordinárias, a par de proporcionar melhores condições de trabalho aos atuais elementos da corporação”, lembrando que “as funções que desempenham não são funções vulgares, são de elevado rigor e exigência”.

O presidente da Câmara reforçou a vontade de continuar em 2017 o investimento nos Bombeiros Municipais, com a aquisição de uma nova Ambulância de Socorro – Tipo B, no valor previsto de 50 mil euros, lembrando que em 2014 “se adquiriu uma outra ambulância deste tipo, de valor idêntico, que veio reforçar os meios disponíveis”. Estes dois veículos permitem a aplicação de medidas de suporte básico de vida destinadas a estabilização e transporte de doentes que necessitem de assistência durante o transporte.

Ainda em 2014, a Câmara adquiriu novos equipamentos de proteção individual e um novo veículo de combate a incêndios florestais, que representaram um investimento total de cerca de 200 mil euros e foram obtidos com o apoio de fundos do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN). Pedro Magalhães Ribeiro afirma que “não temos estado sozinhos neste esforço de equipar os nossos Bombeiros Municipais”, lembrando o “apoio de empresas, instituições e muitas pessoas que ao longo do ano contribuem com a sua ajuda, apoiando a corporação.”

Mais artigos
1 De 75

A contratação de Bombeiros, a regularização do quadro de comando e aquisição de uma nova ambulância de socorro, no valor previsto de 50 mil euros, são prioridades para este ano de 2017. A par das alterações do quadro de pessoal pretendidas, a Câmara vai continuar o investimento em equipamentos de socorro e permitam “manter a excelência do serviço prestado à população e empresas do concelho, da região e até do País”, afirmou o presidente da Câmara Municipal.

Com esta aquisição, o investimento da Câmara em equipamento de socorro e de combate a incêndios para os Bombeiros Municipais, será de cerca de 300 mil euros.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.