Campo das Pratas vai ser expropriado

 

A Câmara Municipal do Cartaxo vai mesmo avançar para a expropriação do terreno onde está situado o velhinho Campo das Pratas.

.Campo das Pratas, foto Vitor Neno

A decisão foi formalizada esta segunda-feira, 30 de novembro, em reunião de câmara extraordinária, com o voto favorável de todos os eleitos.

Recorde-se que esta vinha sendo a “casa” do Sport Lisboa e Cartaxo há longos anos. No entanto, o clube tem estado impossibilitado de o utilizar, por diferendo com o proprietário do terreno. Depois de muitas tentativas do clube e da Câmara Municipal de conduzir as negociações de forma satisfatória para ambas as partes, e que se revelaram sempre infrutíferas, os eleitos decidiram colocar um ponto final nesta questão, avançando para a tão falada expropriação.

Esta decisão é fundamentada pelas “atividades que consideramos de interesse público relevante para o município, dado o trabalho de formação de muitas crianças e jovens do nosso concelho, sendo um dos maiores clubes de formação do distrito de Santarém”, destacou o presidente do município, Pedro Ribeiro.

Mais artigos
1 De 1.248

O autarca lançou o desafio aos restantes eleitos para que o documento fosse aprovado por unanimidade.

A oposição não se fez rogada, com o vereador Vasco Cunha, do PSD, a recordar que a expropriação foi, de há meses a esta parte, a solução defendida pelos sociais-democratas.

No entanto, o vereador considerou ser necessário acrescentar alguns pontos ao documento apresentado. Assim, propôs a inclusão de “três questões que é preciso ficarem vincadas neste texto, até para futuro contencioso: diz respeito à questão dos balneários, porque fala aqui da bancada nova e a bancada nova é sobretudo valorizada pelos balneários que a sustentam. Eles têm um valor patrimonial que é significativo. Em segundo lugar, acho que é importante que ficasse também vincado o conjunto, ou o montante, de despesa que foi aqui feita com dinheiros públicos, com o recurso ao Instituto do Desporto, não apenas ao município do Cartaxo. Finalmente, fazer, também, uma referência ao facto de, estando a decorrer a revisão do PDM (Plano Diretor Municipal), da parte deste executivo, seria intenção classificar aquele campo como zona desportiva. E ficar clarinho aos olhos de todos que aquele espaço que ali está não dá para outra coisa”.

Esta sugestões foram acrescentadas ao documento, bem como os apoio diretos dados pela Junta de Freguesia do Cartaxo para a construção dos balneários.

O documento foi aprovado por unanimidade.


 

Pode gostar também

Comentários estão fechados.