Cartaxo aposta em novas zonas de acesso livre à Internet

 

A área de Informática do Município do Cartaxo vai terminar, durante a próxima semana, as alterações que vêm reforçar a cobertura Wi-Fi em nove espaços públicos, permitindo o acesso livre à Internet a todos os utilizadores com dispositivos equipados com tecnologia Wi-Fi – computador, smartphone ou tablet.

O acesso é efetuado de modo muito simples, sem necessidade de qualquer registo ou senha, solicitando apenas a aceitação dos termos e condições de utilização – o acesso é efetuado pela rede CMC_WIFI_FREE.

Já têm o CTX HOTSPOT disponível, o edifício sede do Município e a Praça 15 de Dezembro, o Centro Cultural do Cartaxo, a Biblioteca Municipal Marcelino Mesquita, o Quartel dos Bombeiros Municipais, as instalações da área de Ação Social e Saúde, a Casa Municipal da Juventude, assim como diversos espaços na Quinta das Pratas – o Auditório Municipal, as Piscinas Descobertas e a área de jardim envolvente –, ou a Sala de Imprensa do Estádio Municipal.

Com o intuito de reforçar o serviço Wi-Fi de acesso gratuito à Internet, já disponibilizado pelo Município em alguns espaços públicos, foram substituídos equipamentos e adquirida nova solução informática integrada.

 

CTX HOTSPOT como medida de combate à exclusão digital

Mais artigos
1 De 499

O presidente da Câmara Municipal, Pedro Ribeiro, justifica o reforço da cobertura Wi-Fi e a sua disponibilização gratuita à população, por considerar que é “um serviço público essencial. A tecnologia que nos une e que nos aproxima, também nos divide e discrimina, acentuando diferenças socioeconómicas”.

Para o autarca, o pressuposto de que “o acesso à Internet é generalizado, não corresponde muitas vezes à realidade”, havendo famílias que não podem aceder a serviços com custos tão elevados como os de fornecedores de internet móvel. “Embora a OCDE avance que em Portugal 98 por cento dos alunos têm acesso a computadores com ligação à Internet, a verdade é que no nosso concelho, em média, temos ainda três alunos do ensino secundário para cada computador com este acesso, apesar de estarmos dentro da média nacional e acima de alguns municípios da Lezíria do Tejo”.

O investimento na solução tecnológica – 150 euros mensais –, é o “que consideramos financeiramente adequado para assegurar o acesso Wi-Fi gratuito nos espaços com maior frequência de público”. Durante os primeiros três meses “com a solução ainda em teste, sem todos os equipamentos instalados e sem divulgação”, o CTX HOTSPOT “conta já com mais de 15 mil e 500 ligações concretizadas”.

A plataforma informática que disponibiliza o acesso Wi-Fi cumpre integralmente a legislação aplicável à proteção, conservação e tratamento de dados, no contexto de transmissões eletrónicas.

O acesso gratuito à Internet faz parte de um conjunto de ações mais alargado, que visa colocar recursos tecnológicos de baixo impacto financeiro ao serviço das pessoas e das empresas – como também é o caso da App Município do Cartaxo, disponível desde outubro de 2016.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.