Cartaxo assinalou Dia Mundial do Ambiente com visita a ETAR’s

Com estas obras concluídas, o concelho do Cartaxo ficará com uma cobertura superior a 90 por cento

 

Para assinalar o Dia Mundial do Ambiente, que se celebrou na segunda-feira, 5 de junho, a Câmara do Cartaxo promoveu uma visita às obras das ETAR de Valada e de Pontével, bem como ao local onde será construída a ETAR da Ereira Lapa.

O presidente do Município, Pedro Ribeiro, lembrou que estas são três obras “que a população aguardava há mais de uma dezena de anos e de que todos necessitávamos para podermos iniciar um caminho de proteção do nosso ambiente, das nossas linhas de água e darmos, no nosso território, um contributo efetivo para a proteção do rio Tejo”, acrescentado a “urgência destas obras, não só pelo serviço que vão prestar à população, melhorando a qualidade de vida de muitas famílias, instituições e empresas, mas também o enorme benefício que representam para o ambiente”.

Nos três casos, as obras são da responsabilidade da empresa concessionária, Cartagua.

Valada foi a primeira obra visitada. Nesta ETAR, as obras tiveram início em fevereiro de 2017 e têm uma duração prevista de 18 meses, mas o sistema apenas deverá iniciar o seu funcionamento em pleno em 2018.

Esta ETAR vai servir Valada, Porto de Muge, Vale da Pedra e Casais Lagartos, e está preparada para dar resposta a cerca de 3100 habitantes. O investimento total é de 3 milhões e 210 mil euros, com apoio comunitário a fundo perdido de 2 milhões e 138 euros.

Mais artigos
1 De 525

Segundo Vanda Duarte, técnica da Cartagua, o sistema integrará uma estação elevatória na Cruz do Campo e outra em Vale da Pedra, “que terão a melhor integração possível no espaço, com impacto visual muito reduzido ou mesmo nenhum impacto”.

Na remodelação da ETAR de Pontével, as obras estão também a decorrer “como seria de esperar”, explicou a técnica. Esta ETAR vai ter capacidade para tratar águas residuais de cerca de 3800 habitantes. Está preparada para receber, em média, um caudal de 350 m3. O investimento previsto para a ETAR de Pontével é de 2 milhões 663 mil euros, com 1 milhão 557 mil euros de comparticipação.

A visita terminou na Lapa, junto ao terreno que a Câmara do Cartaxo já adquiriu “e cuja escritura assinaremos no próximo dia 8 de junho”, informou Pedro Ribeiro.

Esta é a única ETAR que ainda não tem assegurada a comparticipação de fundos comunitários. No entanto, o autarca lembrou que “o 3º Adicional ao Contrato com a Cartagua, recentemente aprovado em Câmara, estabelece  que as obras terão início até ao final de 2017, ainda que não esteja aprovada a sua comparticipação financeira”.

O projeto prevê que esta ETAR tenha capacidade para tratar as águas residuais de 2000 habitantes. O investimento rondará os 2 milhões de euros.

No final da visita, Pedro Ribeiro realçou que “este ciclo vai-nos permitir, de facto, trazer o nosso concelho para patamares de dignidade, para patamares onde a cobertura de saneamento já se ajusta a um País desenvolvido. Estamos a falar de cerca de um terço da população que, até esta data, ainda não é servida por saneamento básico, que aguardamos há mais de 30 anos”.

Com estas obras concluídas, o concelho do Cartaxo ficará com uma cobertura superior a 90 por cento, “assim as pessoas adiram ao sistema e façam as suas ligações”, explicou Pedro Ribeiro.

 

Pode gostar também

Comentários estão fechados.