Cartaxo quer regularizar dívidas à CGA

 

A Câmara Municipal do Cartaxo quer aderir ao PERES (Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado), para saldar a dívida para com a Caixa Geral de Aposentações, respeitante a retenção de montantes a trabalhadores do Município, não entregues a esta entidade.

“Com o novo programa que foi publicado há cerca de uma semana, de redução do endividamento, promovido pelo Governo, nós já enviámos a nossa candidatura, para saber qual é o benefício que o Município tem de pagar, de uma só vez, esta verba”, explicou o vice-presidente da autarquia, Fernando Amorim, na reunião de Câmara de 7 de novembro.

A fazer fé na Lei, prosseguiu Fernando Amorim, “estamos a falar de 44 mil euros que propusemos entrar no programa, de forma a resolver, de uma vez por todas, este processo”.

A dívida à Caixa Geral de Aposentações é, neste momento, de 297 mil euros, com juros e custas. “O que o Município está a propor é, neste momento, pagar os 253 mil euros e ser-lhe feito o perdão de dívida de 43.715 mil euros”, esclareceu.

Recorde-se que a Câmara do Cartaxo deixou de entregar os descontos dos trabalhadores à Caixa Geral de Aposentações em 2011. Quando o atual executivo tomou posse, estavam em falta os descontos de 23 trabalhadores. Este número tem vindo a reduzir, e a dívida atual diz respeito a dez trabalhadores do Município.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.