Cartaxo reúne Conselho Municipal da Juventude

O Conselho Municipal da Juventude (CMJ) reuniu no passado dia 19 de janeiro, no edifício sede do município, para o primeiro encontro do mandato 2017/2021. Pedro Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, presidiu ao Conselho que contou com a participação de duas de dezenas de conselheiros, em representação de associações de jovens, juntas de freguesia ou forças políticas, que atuam na área cultural, desportiva, social, educativa, ou de promoção de cidadania ativa.

Pedro Ribeiro assumiu que “a autarquia não pode ainda apresentar um plano de ação, no âmbito da política municipal de juventude, que cumpra os propósitos que definimos no início do mandato anterior, nem que nos deixe satisfeitos enquanto resposta coerente, integrada e continuada aos problemas que temos identificados”.

Para o autarca, “as enormes dificuldades que nos obrigaram a focar a atenção em questões de recuperação da credibilidade do município e de reequilíbrio financeiro, não desculpa as medidas avulsas que ainda assim conseguimos concretizar”, declarando que neste mandato quer um Conselho Municipal da Juventude que se assuma como espaço privilegiado de debate e reflexão, mas “também, como um influenciador ativo das tomadas de decisão do executivo, participando na construção de um plano estratégico municipal para a juventude, que possa definir projetos e medidas imediatas, mas também orientações de médio e longo prazo”.

A revisão imediata do regulamento do CMJ, para criar um documento simples e claro que “agilize a abertura do conselho a todos os que nele queiram participar, que preveja reuniões descentralizadas, quer no território, quer em sedes de associações e instituições juvenis, a par da criação de um plano de atividades”, foram as propostas deixadas pelo presidente da Câmara e que foram acolhidas com agrado pelos conselheiros.

Município diagnosticou níveis de participação dos jovens
No âmbito do estudo que iniciou em 2016, com o objetivo de identificar nível de participação, interesses, motivações e necessidades da população jovem do concelho do Cartaxo, a área de Educação e Juventude do Município apresentou ao CMJ os resultados do inquérito aplicado aos estudantes do 7º ao 12º ano – que frequentam os estabelecimentos de ensino do concelho.

Mais artigos
1 De 151

Pedro Ribeiro referiu a importância do estudo enquanto “instrumento de diagnóstico e ferramenta de planeamento”, e enquanto exemplo do trabalho “que as parcerias estabelecidas no âmbito do CMJ podem desenvolver” – referindo-se ao facto de o estudo ter sido proposto neste conselho e ter sido executado em conjunto pela área de Educação e Juventude do Município, pelos agrupamentos de escolas, quer o Agrupamento de Escolas D. Sancho I de Pontével, quer o Agrupamento de Escolas Marcelino mesquita do Cartaxo, pela Associação C. Part e pela Associação de Estudantes da Escola Secundária 2015/2016.

O inquérito recolheu informação com vista à caracterização da população escolar, com enfoque nos seus hábitos de participação cívica, associativa e voluntária, nas suas expectativas em relação à escola e à comunidade, permitindo aos inquiridos elencar necessidades sentidas, áreas nas quais consideram que a escola ou município poderiam reforçar a sua ação, assim como, apontando os principais problemas que os afetam.

Os resultados apresentados foram debatidos pelos conselheiros com vista à elaboração de conclusões conjuntas, que serão consideradas na elaboração do Plano de Atividades que o CMJ espera concluir e aprovar na próxima reunião, que deverá ocorrer no primeiro trimestre de 2018.

Composição do CMJ 2017/2021

presidente do CMJ – Pedro Ribeiro, presidente da Câmara Municipal do Cartaxo

Membros da Assembleia Municipal – Diogo Alexandre Pereira Martins (Partido Socialista); João Pedro Diniz Flor de Oliveira (Coligação Juntos pela Mudança); Mário Júlio Roque dos Reis (Coligação Democrática Unitária); Francisco Manuel Miguel Colaço (Bloco de Esquerda); Jorge Manuel Pisca de Amorim Lúcio (Movimento Independente Pluralista)

Membros indicados pelas juntas de freguesia – Maria Beatriz Almeida Antunes (União de Freguesias do Cartaxo e Vale da Pinta); Pedro Santo (União de Freguesias de Ereira e Lapa); Joana Graça (Pontével); Diogo Pedro (Valada); Ana Rita Bronze (Vale da Pedra); Pedro Pires da Silva (Vila Chã de Ourique)

Organizações e associações – Juventude Socialista (Carolina Simões); Juventude Social Democrata (Bruno Galaio); Juventude Comunista Portuguesa (Pedro Brinquete); Juventude do Bloco de Esquerda (Miguel Casimiro); GAJIC Associação de Intervenção Social e Cultural (Nuno Gaspar); Associação dos Escoteiros de Portugal – AEP – Grupo 72 (Paulo Mendes); Corpo Nacional de Escutas – CNE – Agrupamento 1120 (Mariana Fernandes); Teatro Amador Juvenil Ereirense (Mariana Mota); Associação de Estudantes da Escola Secundária do Cartaxo (Tomás Rosa); Grupo informal de jovens “C.PART”(Daniela Nunes e Ana Morgado); FAJUDIS – Federação das Associações Juvenis do Distrito de Santarém (Jorge Claro); Erasmus + Juventude em Ação (Pedro Reis); Sociedade Cultural e Recreativa de Vale da Pinta (Francisco Rocha); Associação Humanitária da Freguesia de Pontével (Joana Gonçalves); Associação de Proteção aos Animais Abandonados do Cartaxo (Catarina Santos); Rancho Folclórico Ereira (Ricardo Godinho); Nós Somos Cartaxo (Beatriz Ramos); ONG – CLR Project (Vera Guerreiro); REFOOD (Ester Rezende); Juventude Cruz Vermelha (Filomena Fagulha); SCALLABIS (Bárbara Ferreira)

Observadores permanentes, em representação do Município do Cartaxo: Carla Neves; Teresa Tacão; e Carla Oliveira

Pode gostar também

Comentários estão fechados.