Cartaxo Sessions regressa ao Centro Cultural para celebrar 10 anos dedicados à música

Foyer do Centro Cultural do Cartaxo, dia 14 de outubro, 22 horas

A celebrar 10 anos de vida dedicados a dar palco a muita gente, a promover a música, os músicos e as bandas, o coletivo Cartaxo Sessions, escolheu a casa onde nasceu para fazer a festa de aniversário.

Para apagar as velas com grandes sopros de muito boa música, vão estar em palco o blues rock de Fast Eddie Nelson, o krautrock psicadélico experimental de Acid Acid e o psicadelismo techno dos Maquina. A festa está marcada para o dia 14 de outubro, sexta-feira, a partir das 22 horas, no foyer do Centro Cultural do Cartaxo.

  

Fast Eddie Nelson é o alter-ego de Nelson Oliveira, oriundo da cidade do Barreiro, e que começou a escrever, gravar e editar música logo no início dos anos 90.

Os últimos trabalhos têm sido editados em nome individual, mas o músico já integrou vários projetos, entre eles Gasoline, The Sullens, Los Santeros, Big River Jonhson e Fast Eddie & the Riverside Monkeys. O percurso musical posiciona-se livremente entre o blues, rock, folk, bluegrass e algum «psicadelismo» à mistura, lançando os seus trabalhos em edições próprias e em participação em coletâneas, das quais se destacam «Barreiro Rocks – Optimus Discos», «10th Aniversary – Hey Pachuco Recs» e «15 Anos de Indigente – Nuno Calado /Antena 3».

 

Ler
1 De 123

ACID ACID nasceu em finais de 2014 pelo músico Tiago Castro. Tudo se desenvolveu depois de um convite pela Associação Nariz Entupido para criar uma peça musical a apresentar no espaço O Salão (Rua de São Paulo, Lisboa). Tiago Castro é alguém já há muito ligado à música, mas mais do lado de quem a comunica.

Há 15 anos que é realizador de rádio. Era a voz das manhãs na Rádio RADAR, autor de programas de culto como Álbum de Família ou Floresta Encantada. Desde 2016, é coordenador de programas na Rádio SBSR. Continua como locutor em horário nobre e é um dos autores do aplaudido programa em directo Happy Mondays.

Em ACID ACID assume-se como “banda” de um homem só. Tiago Castro surge sozinho em palco, tocando vários sintetizadores, guitarra e pedais de efeitos, criando inúmeras camadas melódicas, em temas longos, sem paragens.

Como influências maiores estão as experiências pioneiras do krautrock dos anos 70, ouvindo-se ecos de Tangerine Dream, Cluster, Harmonia ou Kraftwerk de início. Há também referências ao Brian Eno ambiental e ao David Bowie na sua fase berlinense, sem esquecer os universos criados por Pink Floyd, The Moody Blues ou Mike Oldfield.

Como é natural, as influências são depois filtradas pelo universo muito particular de ACID ACID, pela vivência e relação com a música por parte de Tiago Castro e o resultado acaba por ser algo muito distinto e único.

Banda de Lisboa, nasceu no TRAFKA Studio no outono de 2021. É composta por João (guitarra), Tomás (baixo) e Halison (bateria + voz).

Com uma forte influência no body music, industrial e techno, a sua sonoridade é elevada para uma atmosfera mais eletrónica com riffs sujos e repetitivos no baixo, bateria hipnótica e guitarra com delays distorcidos e puro noise sónico. Maquina lançou o seu primeiro single “2” no dia 28/08/2021, e estão a preparar material com data prevista para o próximo ano.

Bilhetes 5,00 euros

Organização Cartaxo Sessions e Câmara Municipal do Cartaxo

Isuvol
Pode gostar também