Casa cheia para celebrar os 56 anos da Casa do Povo de Pontével

A Casa do Povo de Pontével celebrou no sábado, 25 de março, 56 anos ao serviço do desporto e da cultura.

Para celebrar a data, organizou uma festa de aniversário, que contou com jantar de aniversário, onde foi homenageado, a título póstumo, Edmundo Calisto  – pontevelense falecido no passado ano, que dedicou toda a sua vida ao associativismo, tendo integrado o Grupo Cénico da Casa do Povo de Pontével durante 49 anos, no qual participou em cerca de 30 peças, e o Rancho Folclórico e Etnográfico da Casa do Povo de Pontével durante 37 anos, como dançarino e mais tarde como cantor, entre muitas outras coletividades.

A festa contou com as atuações da Banda da Sociedade Filarmónica Incrível Pontevelense e do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Pontével, entre outras. O momento alto da noite foi o descerramento de uma placa com o nome de Edmundo Calisto, que passa a dar o nome à sala de espetáculos da Casa do Povo.

Na ocasião, Fernando Amorim, tesoureiro da Casa do Povo de Pontével, lembrou a importância da Casa do Povo na freguesia, nomeadamente através do empréstimo das suas instalações a outras coletividades, o que lhes permite organizar eventos de maior dimensão, recordou João da Silva Pimenta, um dos grandes dinamizadores, juntamente com a sua equipa, da Casa do Povo, e as atividades que aqui foram e continuam a ser desenvolvidas.

Visivelmente emocionado, Fernando Amorim disse que “falar da Casa do Povo e das suas atividades, ao longo dos seus 56 anos, é também prestar aqui uma homenagem a todos os dirigentes que passaram pela Casa do Povo e pelas suas secções”, acrescentando que “falar da Casa do Povo, hoje, é falar, de forma incontornável de Edmundo Calisto, dos seus anos de vida dedicados ao associativismo e à sua segunda casa, como ele dizia, perante a disponibilidade que sempre mostrou perante todas as direções e secções desta coletividade”.

Mais artigos
1 De 85

Pela Junta de Freguesia de Pontével, a secretária, Sílvia Amendoeira, que foi portadora de uma mensagem de Jorge Pisca, presidente do executivo, que não pôde marcar presença no evento, deu os parabéns à coletividade e a todos quantos por lá passaram ao longo dos anos, e lamentou a ausência de Edmundo Calisto, “que partiu cedo demais, sem nos podermos despedir dele”.

O presidente do Município, Pedro Ribeiro, felicitou a Casa do Povo por mais um aniversário, “tempo, também, de recordar todos aqueles que ao longo destes anos aqui passaram e mantiveram esta casa viva” e realçou “esta iniciativa da Casa do Povo de Pontével para homenagear um dos seus maiores. E um dos seus maiores foi, sem dúvida, Edmundo Calisto. Todas as homenagens serão poucas perante a dimensão de tudo aquilo que ele, de forma permanente, deu a todos nós, deu à paixão da sua vida, esta freguesia de Pontével, e deu a todo o concelho do Cartaxo, porque foram muitas as freguesias, foram muitas as coletividades, que ele, ao longo da sua vida, ajudou”.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.