Circuito Ciclista de Vila Chã de Ourique homenageia Francisco Valada

Vila Chã de Ourique recebe na quarta-feira, 1 de Maio, o 34º Circuito de Ciclismo, que este ano transporta o nome de Duarte Patrício, ciclista natural de Vila Chã de Ourique que envergou as cores do Sporting Clube de Portugal entre 1940 e 1950.

A prova, da Associação de Ciclismo de Santarém, começa pelas 9h da manhã e conta com um circuito de 2.200 metros, com partida e chegada na Rua António Francisco Ribeiro Ferreira, passando pela Rua Marechal Carmona, Rua Coronel Lopes Mateus, Rua Mariano de Carvalho e Recinto da Festa.

Para além da competição, este dia juntará muitas antigas glórias do ciclismo nacional em Vila Chã de Ourique. Confirmadas estão, já, as presenças de Marco Chagas, Joaquim Gomes, Francisco Araújo, Firmino Bernardino, Alexandre Ruas e António Martins ‘Quiças’.

A organização é do Rancho Folclórico “Os Campinos” de Vila Chã de Ourique, que este ano decidiu homenagear Francisco Valada.

Francisco Valada nasceu no Cartaxo a 15 de maio de 1941. Foi o vencedor da Volta a Portugal de 1966, mas o seu percurso desportivo é bastante rico.

Foi o primeiro atleta olímpico nascido no concelho do Cartaxo, tendo participado na prova de estrada dos Jogos de Roma no ano de 1960.

Mais artigos
1 De 92

O primeiro clube que representou foi o Águias de Alpiarça, que considera ter-lhe aberto as portas para um clube grande. O seu jeito para o pedal despertou a atenção do Benfica, e após a participação nos Jogos Olímpicos de Roma, em 1960, onde foi 25º classificado na prova de estrada, foi para o clube da águia.

De águia ao peito, fez oito Voltas a Portugal, conquistando um 1.º lugar, em 1966, um 5.º e um 8.º. Nas restantes, esteve sempre nos 20 primeiros, tendo mesmo vencido o Prémio das Metas Volantes, em 1965, e vestido a amarela por nove vezes.

No total, ao longo da sua carreira, Francisco Valada correu dez Voltas a Portugal, a que acrescem mais sete enquanto treinador.

Francisco Valada participou, igualmente, em três Voltas a Espanha e duas a França, uma ao Estado de São Paulo e cinco Voltas à Andaluzia, onde foi 5º classificado. Nas várias provas Lisboa/Porto e Porto/Lisboa em que correu, destacam-se o 1.º, em 1964, 2.º e 6.º lugares. A estas classificações juntam-se os títulos de Campeão Regional de Fundo e Campeão Nacional de Seniores e Profissionais. Nos circuitos, venceu os do Cartaxo, Mealhada, Grândola, Loulé e Torres Vedras.

Passou ainda pela equipa Âmbar, tendo abandonado a carreira de ciclista em 1972.

Como treinador, passou pelo Sporting, pelo Águias de Alpiarça e pelo Benfica.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.