Comunistas solidários com os afetados pela Covid-19

CDU apresentou uma moção de solidariedade com todos os afetados pela Covid-19, na última Assembleia Municipal, no passado dia 28 de maio, a moção foi aprovada com quatro abstenções do Partido Socialista.

O deputado Mário Júlio Reis, em representação dos eleitos da CDU, da Assembleia Municipal do Cartaxo, apresentou a moção de solidariedade “em face dos graves focos da epidemia Covid-19 na nossa região, que vieram potenciar uma grave situação social, económica e sanitária”, no sentido de promover uma manifestação de solidariedade deste órgão a todos aqueles: “que sofreram e ainda sofrem o drama desta doença; a todos os familiares e amigos que foram afetados, com as consequências da doença dos seus entes queridos; a todos aqueles que foram colocados em situação de lay off e que, por consequência, perderam parte substancial dos seus rendimentos e, em alguns casos, subsistem fundadas dúvidas de que as empresas onde trabalham voltem a funcionar, de todo ou normalmente; a todos aqueles que viram o seu contrato de trabalho terminar, sem que tivesse sido renovado, contrariando as expetativas de todos; a todos os trabalhadores em situação de emprego precário e/ou recibos verdes, que se viram sem qualquer fonte de rendimento, particularmente aos trabalhadores da área da cultura e das artes que ainda não conseguem descortinar o seu futuro; aos micro, pequenos e médios empresários, ligados aos mais diversos ramos de atividade económica, como a hotelaria, cabeleireiros, esteticistas, transportes, reparação automóvel, restauração, exportação, … aos produtores vitivinícolas que tiveram que suspender as suas atividades, provocando uma consequente falta de liquidez financeira, para honrar os seus compromissos com trabalhadores e funcionários e que se deparam com grandes incertezas de que tenham condições para recomeçar; a todas as entidades e profissionais, na área do apoio Médico, Social, Autoridades Civis, Bombeiros Municipais, Solidariedade Social e Serviços de Distribuição, aos assistentes operacionais responsáveis pela limpeza pública e recolha de resíduos, que de uma forma ou de outra, contribuíram com o seu melhor, pelo bem de todos os que necessitaram; e aos Voluntários que de todas as formas necessárias, souberam acompanhar e complementar as iniciativas públicas de apoio às vítimas da pandemia”.

Na proposta apresentada, a CDU pediu ainda à Assembleia “a sua disponibilidade para que, no âmbito das suas competências, desenvolva as intervenções possíveis para minimizar esta grave situação, que afeta muitos dos nossos concidadãos”, assim como para apelar ao executivo municipal para que este “reforce, no limite das suas competências, as medidas adequadas para ultrapassar a presente situação, como por exemplo, apoiar as entidades que intervêm no apoio aos mais carenciados”. Na proposta exigem ainda a responsabilização do Poder Central e um “reforço de verbas, sem agravar a situação financeira do Município, para colmatar a compra dos computadores e dos transportes escolares. Que se exija do Governo o acompanhamento financeiro incondicional, destinado às empresas e trabalhadores da cultura e das artes parados pela situação do confinamento social, sem que tal prejudique outros programas”.

Nesta moção, a CDU reconhece e felicita “o comportamento dos nossos concidadãos no cumprimento das regras sanitárias, para suster o aumento do contágio, apelando para que não se descorem as normas sociais emanadas pelas entidades responsáveis”.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.