Conde Rodrigues condenado a 4 anos de prisão com pena suspensa

O ex-secretário de Estado e ex-presidente da Câmara do Cartaxo, José Conde Rodrigues, foi condenado a quatro anos de prisão, suspensa por dois anos e seis meses, pelo crime de peculato.

O juízo central criminal de Lisboa deu como provada a acusação do Ministério Público, de que Conde Rodrigues teria usado cartões de crédito atribuídos para fins públicos em benefício próprio.

O ex-governante estava acusado de ter pago com os cartões de crédito atribuídos pelo Estado refeições, combustíveis, livros e revistas, num total de 58.356 euros.

Assim, o tribunal condenou também Conde Rodrigues a pagar 6.000 euros de multa (75 dias de multa à taxa diária de 80 euros), mais uma indemnização ao Estado de 13.650 euros. Somados os dois montantes, Conde Rodrigues terá de pagar 19.650 euros.

Comentários estão fechados.