Coronavírus: Falta de comunicação inquieta pais com filhos em isolamento

O jardim de infância de Vila Chã de Ourique está encerrado desde segunda-feira, depois de um caso positivo à Covid-19 e, desde então, os pais queixam-se de não ter recebido qualquer contacto das autoridades.

“Hoje é dia 12 e ainda ninguém foi contactado nem pelo delegado de saúde, nem pelo agrupamento, nem pela Proteção Civil e ainda ninguém sabe, oficialmente, se as crianças estão em isolamento ou não.” Este é o desabafo de um pai, com duas filhas no jardim de Vila Chã de Ourique, que lembra ainda a impossibilidade de certos pais de trabalhar em casa e na incerteza de outros relativamente às garantias salariais caso tenham de faltar ao emprego para dar apoio aos filhos.

Depois de terem sido informados no passado domingo (8), à noite, que o Jardim de Infância ia encerrar, por haver uma assistente operacional que testou positivo à Covid-19, e que o espaço iria ser desinfetado e as crianças deveriam permanecer em casa.

O diretor do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita do Cartaxo assegurou ao Jornal de Cá que todos os encarregados de educação dos alunos do Jardim de Infância de Vila Chã de Ourique vão ser contactados pela delegada de saúde. Jorge Tavares garantiu ainda não haver quaisquer outros resultados positivos relacionados com o Jardim de Vila Chã de Ourique, estando todos (profissionais e alunos) a aguardar um contacto da autoridade de saúde local, contrariamente a informações que chegaram ao Jornal de Cá de que já haveria mais dois casos positivos em funcionários desta instituição.

Entretanto, o Jornal de Cá teve conhecimento de que o isolamento profilático, neste caso, será até dia 22 de novembro e que, no espaço de 5 a 6 dias, haverá um contacto para a realização de testes, devendo as crianças permanecer em casa, estando ainda garantida uma declaração justificativa da delegada de saúde. Esta não é uma informação oficial, mas vem de uma fonte credível, estando o Jornal de Cá à espera de respostas da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, visto que, tal como nos foi respondido mais uma vez, a delegação de saúde do Cartaxo não tem autorização para dar informações à comunicação social.

Pode gostar também