Coronavírus: Trabalhadores de centros de dia e apoio domiciliário testados hoje

Os testes à Covid-19 a trabalhadores de instituições de solidariedade social com valência de apoio domiciliário e de centro de dia, sediadas no concelho do Cartaxo, foram retomados esta sexta-feira, 29 de maio.

Espera-se que ao longo do dia sejam testadas 77 pessoas, no centro de testagem instalado no Pavilhão Municipal de Exposições do Cartaxo. De acordo com informação da Câmara Municipal do Cartaxo, nesta terceira fase de testagem, estão a ser testados trabalhadores de oito instituições de apoio a idosos – Associação Comunitária Vale Pedra, Centro de Dia da Freguesia Da Lapa, Centro Social Paroquial Vale Pinta, Associação Comunitária de Assistência Social de Vila Chã de Ourique, Associação Centro de Dia de Pontével, Cruz Vermelha Portuguesa, Centro Social Paroquial da Ereira e O Tejo – Centro de Dia e ATL de Valada.

No total, no concelho, os testes abrangeram 337 trabalhadores e trabalhadoras de 17 instituições.

A ação de hoje decorre com o apoio do serviço Municipal de Proteção Civil da Câmara Municipal do Cartaxo, que contribuiu “para garantir todas as condições de segurança exigidas nestas situações”, sublinha o presidente da Câmara Municipal, Pedro Ribeiro.

A recolha das amostras é efetuada por equipas de enfermeiros das Unidades de Cuidados Continuados (UCC) do ACES Lezíria, sendo depois entregues pelo Serviço Municipal de Proteção Civil do Cartaxo na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa, no próprio dia da testagem.

Para o sucesso desta ação levada a cabo hoje, e para assegurar que todas as recomendações das entidades oficiais estão a ser cumpridas nestas instituições, “muito tem contribuído o trabalho da equipa multidisciplinar de avaliação das Estruturas Residenciais para Idosos (ERPI), que se desloca aos vários locais e valida as medidas adotadas, a disponibilidade de equipamentos de proteção pessoal e a capacidade de execução dos planos de contingência”, reforça Pedro Ribeiro

Mais artigos
1 De 530

A equipa multidisciplinar de avaliação das ERPI é constituída por técnicas da Câmara Municipal, pelo Serviço Municipal de Proteção Civil, pelos Bombeiros Municipais, e ainda pela Segurança Social, autoridade de saúde local e forças de segurança.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.