Coronavírus: Vila Chã de Ourique conta com vizinhos para ajudar

‘Vizinhos lá da rua’ é um grupo criado na rede social Facebook ( https://www.facebook.com/groups/641003396714966/) por Vasco Casimiro, presidente da Junta de Freguesia de Vila Chã de Ourique, e a freguesa Leonor Novais, que tem por objetivo reativar as redes de boa vizinhança.

“O Coronavírus não tem de nos trazer só coisas más, como o medo e o isolamento. Nestes tempos difíceis, vamos aproveitar para reativar as velhas redes de vizinhança, ajudando quem não pode deslocar-se ou não deve sair. Tem conhecimento de vizinhos idosos ou com problemas de mobilidade? Vamos todos contribuir para a saúde e bem-estar da nossa comunidade. Sinalize pessoas, ofereça-se para trazer o pão, o jornal… Ajude os seus vizinhos a passarem melhor os dias. É tempo de voltar a conhecer os vizinhos pelo nome próprio”, lê-se na descrição do grupo, que conta já com cerca de 500 membros.

Um grupo que surgiu, “primeiro, devido à situação atual e porque entendemos que devemos reativar as boas relações entre vizinhos. Daí o projeto ‘O vizinho está cá para ajudar’. Não queremos ser daquelas comunidades em que nem sabemos o nome de quem mora na porta ao lado da nossa”, explicou Vasco Casimiro ao Jornal de Cá.

Primeiramente, o grupo tem por objetivo sinalizar situações de vizinhos que possam precisar de algum tipo de auxílio. “Por exemplo, os mais idosos, muitos deles, de grupos de risco, não devem sair de casa. Se houver alguém, na vizinhança, que possa levar-lhes o que eles necessitam, sempre em segurança, é ótimo”, acrescenta Vasco Casimiro.

Os cerca de 500 membros estão todos disponíveis para ajudar. Pelo menos, é disso que vão dando conta em sucessivas publicações. Mas este grupo também já serviu para que alguns encontrassem a ajuda de que necessitavam. São os casos de um filho que estava preocupado com os pais ou de uma grávida de risco, que já tem quem lhe vá levar o pão a casa.

O grupo tem apenas dois dias de existência, mas a adesão a este projeto não surpreendeu Vasco Casimiro, que diz que “conhecendo as pessoas de Vila Chã de Ourique, já sabia que iam aderir. E há mesmo pessoas de outras freguesias, que entretanto aderiram ao grupo, que já estão a pensar implementar uma coisa do género nas suas terras”.

Mais artigos
1 De 161

O grupo arrancou por causa da pandemia, mas Vasco Casimiro espera que não se fique por aqui. “Este grupo é uma espécie de balão de ensaio. O objetivo é que possam vir a surgir outros projetos de boa vizinhança”, termina.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.