Cuidados a ter com o frio

 

Chegaram os dias frios. As temperaturas estão mais baixas e é expectável que, com o inverno quase a chegar, o tempo frio venha para ficar. Deixamos-lhe algumas dicas para conseguir passar bem nestes dias mais frios, assim como para ultrapassar alguns constrangimentos que possam ocorrer devido às temperaturas mais baixas que esta época nos traz.


A Direção Geral de Saúde (DGS) lembra que a exposição ao frio pode ter consequências graves para a saúde, chamando a atenção à população mais idosa que deve evitar fogareiros a carvão. De forma a proteger as pessoas sós ou isoladas, a DGS sublinha o papel importante que os familiares, amigos e vizinhos têm e pedem que se faça um telefonema ou exista um contacto pelo menos uma vez por dia. Uma forma de aumentar a tolerância à temperatura baixa é tomar duches frios inicialmente rápidos, após o banho quente. Relativamente à alimentação, aconselha-se a ingestão de sopas e bebidas quentes, como leite ou chá, e também, se a saúde o permitir, alimentos calóricos como chocolates, azeite, frutos secos. Deve-se evitar permanecer em locais fechados e com grande concentração de pessoas, onde se transmitem os vírus, em particular, a gripe e o contacto com outras pessoas doentes. Outras dicas a ter em conta:

 

Em casa
Antes do Inverno, verifique os equipamentos de aquecimento da sua casa;

Se tiver lareira mande limpar a chaminé, se necessário;

Mantenha a casa arejada, abrindo um pouco a janela/porta para evitar acumulação de gases;

Mais artigos
1 De 35

Calafete janelas e portas para evitar a entrada de ar frio e a saída do calor acumulado;

Não use fogareiro a carvão;

Mantenha a temperatura da sua casa entre os 19ºC e os 22ºC: instale um termómetro em local visível;

No caso de prever-se a aproximação de um período de grande frio ou neve forte, faça as suas compras alimentares e outras que cheguem para um período de dois a três dias para evitar sair de casa;

Verifique ainda a necessidade de botijas de gás suplementares;

Evite dormir/descansar muito perto do aquecimento;

Não fique descalço no chão frio ou molhado por muito tempo;

Promova boa circulação de ar, principalmente durante a noite, não fechando completamente os aposentos, mas evitando correntes de ar frio;

Poupe energia: desligue os aparelhos eléctricos quando não estiver em casa;

Utilize-os de forma criteriosa devido ao risco de sobrecarga do quadro;

A utilização de botijas de água quente deve ser feita sempre sob vigilância para evitar o risco de queimadura.


Vestuário
Cubra as extremidades (mãos, pés, cabeça);

Use roupas folgadas e calçado adequados à temperatura ambiente, protegendo as extremidades;

Não use roupas justas: dificultam a circulação sanguínea;

Use várias camadas de roupa em vez de uma única muito grossa;

Use roupas de algodão e fibras naturais.


Cuidados de higiene
Mantenha a higiene pessoal;

Tome banho com água morna: água muito quente remove a camada protectora natural da pele;

Mantenha a pele hidratada: hidrate todo o corpo não esquecendo mãos, pés, cara e lábios;

Quando tomar banho, embrulhe-se na toalha e/ou tenha a sala aquecida;

Aumente a capacidade de enfrentar o frio, através da exposição controlada ao frio, utilizando duches frios inicialmente rápidos, após o banho quente. Depois aumente o tempo de banho frio, à medida que for se acostumando.

 

Alimentação
Coma com maior frequência: encurte as horas entre as refeições;

Coma mesmo que não sinta muita fome, em especial sopas e bebidas quentes (leite, chá);

Se a sua saúde o permitir, inclua na sua alimentação alimentos calóricos como chocolates, azeite, frutos secos;

Evite bebidas alcoólicas – causam aquecimento mas provocam vasodilatação com perda de calor e arrefecimento do corpo;

Comer alimentos ricos em vitaminas e sais que protegem contra infecções;

Abstenha-se de produtos nocivos como cigarros, bebidas alcoólicas e drogas.


Exercício físico

Deve manter a prática de exercício físico: aumenta a produção de calor e a circulação de sangue;

Não fazer exercício físico intenso ou ao ar livre e evite arrefecer com a roupa transpirada no corpo;

Faça pequenos movimentos com os dedos, os braços e as pernas: evitam o arrefecimento do corpo;

Continue a beber água durante a actividade física para evitar a desidratação.


Pessoas sós/isoladas
Os familiares, amigos e vizinhos têm um papel importante: faça um telefonema ou contacte pelo menos uma vez por dia com pessoas que estejam sós ou isoladas;

Certifique-se que eles se encontram de boa saúde e em condições de conforto.


Precauções ao ar livre
Quando a temperatura baixa muito e se há muito vento, procure um local baixo e abrigado;

Se tiver que sair, faça-o de forma breve, protegendo-se com roupa adequada não apertada;

Procure manter-se seco, visto que o corpo arrefece rapidamente com a humidade;

Se tiver que realizar trabalho com muito esforço, proteja-se com roupa adequada e vá doseando o esforço;

Evite caminhar sobre o gelo devido ao risco de lesões por queda.


Se vai viajar de automóvel
No caso de andar de carro tenha em conta que pode ficar bloqueado, por isso, previna-se. Leve roupas quentes, mantas e roupa para troca bem como comida e bebidas quentes num termo;

Tenha um mapa à mão;

Evite viajar sozinho de automóvel;

Ligue o aquecimento do veículo 10 minutos em cada hora e baixe os vidros uns milímetros para arejar;

Observe o tubo de escape para ver se não está tapado, evitando o risco de envenenamento por monóxido de carbono;

Se o carro bloquear, coloque uma manta brilhante na antena do veículo para chamar a atenção, cubra o corpo com mantas e mantenha-se desperto.


Outras recomendações
Evite entrar e permanecer em locais fechados e com grande concentração de pessoas, onde se transmitem os vírus, em particular, a gripe;

Evite o contacto com outras pessoas doentes.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.