Dadores de Sangue de Vila Chã de Ourique fizeram 21 anos

O grupo de Dadores de Sangue de Vila Chã de Ourique juntou à mesa, no último domingo, cerca de 240 pessoas para celebrar o seu 21º aniversário, com o habitual almoço no pavilhão de festas de Vila Chã de Ourique.

Um almoço que, para além do caráter festivo, tem sempre como objetivo trazer gente mais nova para o seio dos dadores de sangue.

Rogério Travessa, presidente do grupo de Dadores de Sangue de Vila Chã de Ourique, lembra que a partir dos 65 anos já não se pode dar sangue. Apesar do “balanço destes 21 anos ser positivo, os dadores de sangue já têm alguma idade. Mas temos, de uma forma ou de outra, conseguido trazer alguns jovens”.

Este almoço serve, igualmente, para “homenagear os dadores de sangue, mas a maioria acaba mesmo por pagar o seu almoço”, acrescenta Rogério Travessa.

Este almoço contou com as presenças de Alberto Mota, presidente da Federação Portuguesa dos Dadores Benévolos de Sangue, Luís Negrão, do Instituto Português do Sangue, e dos grupos de dadores de Alcanhões e Achete.

A próxima dádiva em Vila Chã de Ourique está marcada para domingo.


Mais artigos
1 De 60

Foto ©Rui Bernardes

Pode gostar também
Comentários
Loading...