Desaparecimento de Vitalina Galvão entregue ao MP

As entidades policiais vão abrandar a intensidade das buscas pela idosa de 86 anos desaparecida há uma semana no Cartaxo, depois de reportado o caso para o Ministério Público (MP) e para a Polícia Judiciária.

Depois de seis dias de buscas intensas, com a participação de voluntários e de todas as entidades de Proteção Civil envolvidas neste caso, sem sucesso, a partir de agora decorrem as operações de investigação criminal, da responsabilidade das entidades policiais.

O presidente da Câmara do Cartaxo, Pedro Ribeiro, confirmou ao Jornal de Cá que o caso do desapreciamento de Vitalina Galvão “já foi reportado ao Ministério Público e à Polícia Judiciária, pela PSP do Cartaxo”.

Pode gostar também
Comentários
Loading...