Detetar o cancro através de uma gota de sangue

Um estudo levado a cabo pela Universidade Umea, na Suécia, desenvolveu um novo tipo de teste que consegue detetar, classificar e localizar cancro através da análise de uma simples gota de sangue.

Os investigadores conseguiram identificar casos de cancro através da análise das moléculas do RNA do sangue, moléculas estas que são os mensageiros que interpretam o código genético do ADN e realizam suas instruções.

De acordo com o investigador de cancro e co-autor do estudo, Jonas Nilsson, os investigadores estudaram um novo método de biopsia não invasiva, baseado na avaliação de uma simples gota de sangue, que poderá ser usado para detetar o cancro, e evitar no futuro métodos mais invasivos das células na detecção da doença. A técnica não é 100 por cento certa mas, segundo o investigador, pode ser uma promessa, visto que este teste já permite a detecção do cancro com 96 por cento de certeza.

Através da análise de sangue feita a um grupo de 283 indivíduos, os investigadores detectaram algum tipo de cancro a 228 pessoas, enquanto aos restantes 55 não foi detetado nenhum. Isto através da comparação dos perfis de RNA nas amostras de sangue retiradas, conseguindo identificar a doença em 39 pacientes a quem antes já tinha sido detetado cancro, com 100 por cento de certezas. Nos restantes testes o novo sistema não terá tido igual eficácia, mas ainda assim os resultados foram impressionantes, visto que conseguiram identificar a origem dos tumores, com uma segurança de 71 por cento, em pacientes diagnosticados com cancro no pulmão, mama, pâncreas, cérebro, fígado, colon e reto.

Para os autores do estudo este método não serve para substituir os outros métodos de detecção de cancro existentes, mas é certamente uma técnica que poderá ser trabalhada e promissora na ajuda a uma detecção mais rápida e simples. Segundo Nilsson, praticamente todas as formas de cancro foram identificadas através deste método, daí que este tenha imenso potencial na deteção precoce de cancro.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.