Doces de Natal dos pescadores

Fomos até Valada, à sede do Rancho Folclórico ‘Ceifeiras’ de Porto Muge, saber como se fazem os doces típicos da época natalícia desta freguesia. Entre tachos e panelas, também, houve tempo para contar estórias de Natal das gentes da beira-rio

Passava pouco das 19h quando chegámos a Valada. Tínhamos encontro marcado com alguns elementos do Rancho Folclórico “Ceifeiras” de Porto de Muge que, nos iriam mostrar como se fazem alguns dos deliciosos doces de Natal desta freguesia – os coscorões ‘da avó Rita’ e as rosetas ‘da Graciosa’.

A ideia tinha começado a germinar na Feira dos Santos. Os doces apresentados pelo rancho na tarde de sexta-feira, dia 1 de novembro, no âmbito das mostras gastronómicas das freguesias, eram de encher o olho.

Desta forma, entrámos em contacto com Catarina Oliveira, elemento do rancho, para saber até que ponto estariam dispostos a confecionar estes doces para a reportagem da revista DADA.

A resposta foi pronta: claro que sim! Catarina colocou-se em campo, para ‘arregimentar’ outros elementos do grupo. “Trajados é que era mesmo bom”, alvitrámos, sem saber se era possível. “Com certeza”, respondeu, rápida, Catarina. E o encontro foi marcado para um final de tarde de segunda-feira, daquelas que arrepiam, ali, junto ao rio, na sede do rancho, no Centro de Dia de Valada “O Tejo”, mesmo à beira do dique.
Ao estacionar, vinha a chegar Graciosa Letra, a cantadeira do rancho, trajada a rigor e cheia de sacos para as ‘suas’ rosetas, com que havíamos de nos deliciar mais tarde.

Lá dentro, estavam já Catarina Oliveira, Vítor Lobo e Floripes Petinga, bem como outros elementos que, ainda que não estivessem trajados, ajudavam a preparar tudo o que era necessário para a feitura dos doces por entre taças, troféus, artes de pesca e muitas recordações de atuações do rancho. Afinal, estávamos em ‘sua’ casa, e o carinho que estas gentes põem em tudo o que fazem é bem visível no espaço que ocupam para os seus ensaios.


Mais artigos
1 De 482

Uma reportagem para ler na edição de dezembro da Revista DADA, já nas bancas do concelho do Cartaxo com o Jornal de Cá.

Saiba aqui como receber o Jornal de Cá e a Revista DADA

Pode gostar também
Comentários
Loading...