“É importante esbater o desequilíbrio entre a parte urbana e a parte rural da freguesia

Artur Venâncio, 36 anos, eletricista, candidato a presidente da Junta de Vila Chã de Ourique pela CDU

Quem é o homem que se candidata a presidente de Junta?
Dou-me bem com toda a gente, sou sociável, sei estar com vários tipos de pessoas, estou sempre pronto a ajudar em tudo aquilo que estiver ao meu alcance.

Sou natural da Póvoa da Isenta, resido no concelho do Cartaxo desde 2003. Em julho deste ano mudei para Vila Chã, onde resido e pretendo ficar por lá durante algum tempo. Sou eletricista na Verso Move, na empresa de carros de street food desde 2015, e tenho dois filhos e um enteado… uma casa cheia de gente.

 

O que o motivou a ser candidato?
Sou militante do partido. Nós, CDU, entendemos que devemos ter uma voz ativa nas freguesias, e esta é uma das razões da minha candidatura, e visto eu residir em Vila Chã de Ourique, de me candidatar.

O meu pai também era militante do partido e ele faleceu há pouco tempo, em maio, e ele chegou-me a falar, ainda na Póvoa da Isenta, de não haver candidatos. Se calhar, se fosse uma coisa por que eu me tivesse interessado mais, na altura, já estava metido nisto há mais tempo. E também foi um pouco porque eu sei que ele gostava, em jeito de homenagem. Mas também para servir as pessoas de Vila Chã e tentar fazer o melhor.

Que presidente de Junta quer ser?
Nós trabalhamos de uma forma diferente, trabalhamos num coletivo, as decisões partem da vontade de todos, pelo menos, da equipa. Mas um presidente de Junta tem de ser uma pessoa honesta, uma pessoa que esteja em contacto com a população para tentar perceber os problemas. Tem de ter contacto, por exemplo, com as associações, com os idosos, com a área da educação… tem de ser uma pessoa ligada a tudo e não estar só ali a assinar papéis e a aparecer nas festas. O presidente deve ser para ajudar naquilo que for necessário.

Que ideia tem da sua freguesia?
Para mim, a freguesia de Vila Chã, dentro das freguesias que eu conheço aqui no concelho do Cartaxo, acho que é mais ou menos, na parte rural não, mas na parte mais urbana, que está bem organizada, na parte rural está um pouco mais desprezada, os caminhos vicinais estão desprezados, muitas ervas, se calhar, alguns arruamentos que não estão tão bons.

Mais artigos
1 De 38

Tenho ideia que a freguesia tem 2000 e tal habitantes, com alguns jovens mas também com alguma população mais idosa. Normalmente, votam mil e qualquer coisa eleitores em Vila Chã.

Qual a primeira medida a tomar assim que for eleito?
Primeiro, acho que é importante esbater o desequilíbrio entre a parte urbana e a parte rural da freguesia, e depois é o reordenamento do trânsito em Vila Chã, que é uma coisa que acho que devia ser vista naquela freguesia.

Também se devia ver a Zona Industrial, que acho que está um bocado abandonada, não sei se há plano de emergência para a Zona Industrial se houver lá um incêndio, tem lá várias zonas onde estão produtos inflamáveis.

Nós concorremos para ganhar, mas caso não ganhemos, estou disposto a colaborar e a tentar perceber melhor a freguesia, para daqui a quatro anos ter outra visão.

 

Lista da CDU à Assembleia de Freguesia de Vila Chã de Ourique

Candidatos efetivos Artur Miguel Maltinha Venâncio, 36 anos, electricista; Carlos Manuel Silva Roque Reis, 62 anos, reformado; Susana da Silva Carvalho Ferreira, 42 anos, enfermeira; Luís Filipe Seabra da Costa, 39 anos, carpinteiro; Manuel José Jorge Ferreira,61 anos, reformado; Ana Luísa Nogueira Rolaça Costa, 34 anos, auxiliar de acção educativa; Joaquim Manuel Ferreira da Silva, 71 anos, reformado; Nilton Aparecido Martins Sousa, 39 anos, jardineiro; Ana Lisa Bruno Ferreira, 38 anos, operadora de armazém

Candidatos suplentes Nuno Miguel Maximiano Ferreira, 36 anos, operário fabril; Carla Manuela da Silva Carvalho Bruno, 44 anos, administrativa; David Manuel Duarte Figueiras, 73 anos, serralheiro civil

 

Pode gostar também

Comentários estão fechados.