EB 1 de Vila Chã de Ourique em obras

 

Já arrancaram as obras na EB 1 nº1 de Vila Chã de Ourique “Construção de Salas de Apoio e Arranjos Exteriores”, orçadas em cerca de 30 mil euros.

Uma obra que visa dotar o espaço exterior de melhores condições, através da colocação de cimento no recreio, que era em terra batida, criando lama e poças de água, durante o inverno, bem como de melhores espaços para os professores e para a Informática, que “são espaços complementares que, em função da educação complementar que nós temos, são necessários”, explica Jorge Tavares, diretor do Agrupamento de Escolas Marcelino Mesquita.

Esta era uma ambição antiga, já que, segundo Jorge Tavares, “no inverno era um verdadeiro lamaçal em frente à escola. Era uma preocupação do Agrupamento, era uma preocupação dos diferentes coordenadores. Durante muitos anos, inclusive, havia aqui uns bancos de jardim de cimento, que também nos causavam alguma preocupação. Esperemos que seja desta. Esta comunidade já merecia uma escola com melhores condições”.

A coordenadora do estabelecimento, Paula Ferreira, refere que “só nos faltava, se calhar, era o equipamento” para as salas de aula, ou seja, “mesas e cadeiras um bocadinho mais novas”.

Pedro Ribeiro, presidente do Município, esclarece que “há um problema, que não é apenas um problema da escola de Vila Chã. A maior parte das salas tem equipamento já muito antigo, há cerca, porventura, de 15, 20 anos que não há uma renovação dos equipamentos”. No entanto, o autarca garante que “estamos a fazer um esforço. Este ano vieram para cá cerca de 40, dentro das escolas que encerraram, e será uma aposta para o próximo ano e seguintes, entre a Câmara e Juntas de Freguesia, melhorarmos os equipamentos de mobiliário das escolas”.

Mais artigos
1 De 527

“Tivemos uma primeira intervenção de cerca de 5.400 euros, que teve a ver com o alpendre e com reparações na cobertura e revestimento de paredes, instalações sanitárias e zonas de arrumação. Este era o investimento que faltava, qualificar a zona de recreio para as crianças, melhorarmos a drenagem de águas, que esta era uma zona que alagava bastante. Vamos ter uma zona de maior dignidade para a sala de professores e a zona da sala de informática, que vem melhorar aquilo que é a oferta educativa que esta escola tem”, diz Pedro Ribeiro.

Mas estas não vão ser as únicas obras de que esta escola vai ser alvo nos próximos tempos. A cargo da Junta de Freguesia de Vila Chã de Ourique estará a substituição do piso de tacos de uma das salas e de um hall por mosaico de vinil e a pintura dos muros exteriores.

Esta intervenção está orçada em 2.870 euros mais IVA.

As restantes duas salas serão arranjadas, segundo o presidente da Junta de Freguesia, Vasco Casimiro, “durante o próximo ano”.

Salientando que os 93 alunos deste estabelecimento de ensino desconhecem estas obras, “só espero que não chova no dia 3 para eles poderem aproveitar o espaço cá fora”, deseja a coordenadora do estabelecimento.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.