Ecolezíria distribui mil compostores domésticos no Cartaxo

A Empresa Intermunicipal para o tratamento de resíduos sólidos urbanos – Ecolezíria vai distribuir, gratuitamente, mil compostores domésticos no concelho do Cartaxo para quem reúna condições para fazer compostagem em casa.

A distribuição dos compostores pelos municípios servidos pela Ecolezíria, onde o Cartaxo se inclui, inicia-se na próxima semana e as inscrições prévias para quem pretenda adquirir este equipamento já podem ser feitas na página da Ecolezíria na internet, em www.ecoleziria.pt, através de um formulário, nas juntas de freguesia e através do contacto com os municípios. Segundo a empresa, a partir da próxima segunda-feira, 12 de abril, os munícipes podem ser contactados pela sua autarquia para agendar a entrega e recolha do compostor.

Esta iniciativa, cofinanciada pelo Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), visa incentivar a população a reaproveitar os resíduos orgânicos produzidos em casa para fazer fertilizantes naturais. Cada compostor tem 310 litros de capacidade para transformar restos de alimentos e resíduos de espaços exteriores num produto orgânico rico em nutrientes para adubar a terra.

Para realizar a compostagem doméstica, as famílias têm obrigatoriamente que dispor de espaço exterior num solo com terra, como um quintal, jardim ou horta.

No total, são 7.500 compostores domésticos que a Ecolezíria vai disponibilizar aos munícipes de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Coruche e Salvaterra de Magos, a partir de 12 de abril.

Segundo dados da Ecolezíria estes seis municípios representam 122.662 habitantes, uma área geográfica de 2.356 km2 e uma produção estimada de resíduos de 61 mil toneladas por ano, cuja gestão é efetuada em várias infraestruturas: centro de tratamento de resíduos urbanos de Raposa, estação de transferência de Salvaterra de Magos, estação de transferência de Coruche e ecocentro do Cartaxo.

Pode gostar também