Encontro nacional debate “O Valor da Cidadania” em Santarém

 

O Convento de São Francisco recebe amanhã, dia 12 de abril, o Encontro Nacional Extraordinário da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras (RTPCE), sob a temática “O Valor da Cidadania”.

Convento de São Francisco, SantarémA Vice-Presidente da Câmara Municipal de Santarém, Susana Pita Soares e a Vereadora da Educação, Inês Barroso, prestarão as honras da casa, enquadrando a abertura do Encontro. Do programa consta a realização de uma reunião/assembleia dos 57 municípios que integram a RTPCE, num total de cerca de 80 presidentes, vereadores e técnicos autárquicos.

Vai ainda ser apresentada uma preleção sob o tema “Juventude(s), territórios e participação: desafios para o futuro”, pela docente do Instituto Politécnico de Santarém e assessora da Direção do Observatório Permanente da Juventude do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, Lia Pappámikail.

O Encontro terminará com apresentação de resultados pelo Grupo de Trabalho “Participação e Democracia” e com uma visita ao Centro Histórico da Cidade.

A Câmara de Santarém aderiu à Associação Internacional das Cidades Educadoras – AICE, após aprovação em Reunião de Câmara de 3 de julho de 2006. Nos últimos dez anos, tem participado em reuniões e congressos nacionais da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras, realizados de dois em dois anos, para além de participar no Boletim da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras, bem como em congressos internacionais da AICE, que também se realizam de dois em dois anos (alternados com os congressos nacionais).

Mais artigos
1 De 36

A AICE é uma associação pioneira, que representa um movimento criado em Barcelona em 1990, constituído por cidades de vários países, representadas pelas suas autarquias, de que fazem parte 300 Municípios de 34 países de todo o mundo.

As cidades aderentes subscreveram a “Carta das Cidades Educadoras” e comprometeram-se a respeitar os seus princípios. A ideia geral desta Carta é a de que a cidade é, por si só, geradora de educação para os seus habitantes, contendo nela própria, elementos fundamentais para uma formação integral das pessoas.

Este conceito de trabalho em rede nacional/internacional intermunicipal na área educativa proporciona às cidades-membro a oportunidade de desenvolver um trabalho global de longo prazo, com acesso a iniciativas e projetos de vanguarda ao nível de intervenções educativas formais e informais, com conteúdos transversais de combate a desigualdades, ao nível da população escolar jovem e da população em geral.


 

Pode gostar também

Comentários estão fechados.