Espaços municipais reabrem segunda-feira

Centro Cultural Município do Cartaxo, Museu Rural e do Vinho do Concelho do Cartaxo, Biblioteca Municipal Marcelino Mesquita, Parque de Santa Eulália e Complexo Cultural e Desportivo da Quinta das Pratas, são os equipamentos e espaços públicos sob gestão municipal que reabrem na próxima segunda-feira, 6 de julho.

De acordo com a Câmara Municipal do Cartaxo, a decisão de abrir estes espaços surge no contexto de alteração da situação de calamidade para situação de alerta, decidida em Conselho de Ministros, que passou a vigorar na generalidade do território nacional no dia 1 de julho, tendo a Comissão Municipal de Proteção Civil reunido no passado dia 2 de julho, por iniciativa do presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Pedro Ribeiro, que apresentou à Comissão a sua proposta de reabertura de alguns equipamentos municipais e definição de medidas de mitigação de contágio por novo coronavírus SARS-CoV-2 e da doença COVID-19. A proposta foi aprovada por unanimidade.

No Complexo Cultural e Desportivo da Quinta das Pratas mantém-se a proibição de utilização do parque infantil e dos campos polidesportivos.

Os mercados – municipal, semanal e mensal – mantêm-se abertos com as condições que já constavam em Plano de Contingência próprio, assim como se mantém o funcionamento do Transporte Urbano do Cartaxo (TUC), que retomou a circulação em junho.

Os serviços de atendimento ao público mantêm o atendimento presencial por marcação, garantindo a continuidade da prestação dos serviços através dos meios digitais e dos centros de contacto com os cidadãos, empresas e instituições.

Mantêm-se encerrados o Centro de Convívio do Cartaxo, as Piscinas Municipais, o Pavilhão do INATEL, o Estádio Municipal do Cartaxo – com exceção das atividades praticadas pelos clubes desportivos em cumprimento das normas e orientações da DGS – e todos os parques infantis municipais.

Mais artigos
1 De 485

A reabertura destes equipamentos vai estar, segundo Pedro RIbeiro, sob “avaliação constante. O Serviço Municipal de Proteção Civil e os serviços municipais que são responsáveis por cada um destes espaços, trabalharam no último mês para definir planos de contingência dedicados”, explicou o autarca, referindo-se ao Centro Cultural, Museu Rural e do Vinho, Biblioteca Marcelino Mesquita e mercados semanal e mensal.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.