Falta de limpeza nas estradas leva autarcas a reclamar junto da IP

Ligação entre Pontével e Vale da Zebra, variante à Nacional 365-2 e Estrada Nacional 3 continuam sem ser limpas pela IP. Pedro Ribeiro e Jorge Pisca garantem que vão continuar a reclamar

A ligação por estrada entre Pontével e Vale da Zebra está quase impraticável. Quem o afirma é Jorge Pisca, presidente da Junta de Freguesia de Pontével, que foi à reunião de Câmara de segunda-feira, 15 de outubro, alertar para esta situação. “Aquelas canas, a caminho de Vale da Zebra, estão a fazer túnel. O autocarro, se fosse dos antigos, levava a mercadoria toda em cima; ou a mercadoria caía ao chão ou eles partiam as canas”, denunciou.

Segundo disse, a Infraestruturas de Portugal (IP) informou-o, em resposta a uma reclamação por si apresentada a 8 de outubro, que “devido aos recentes alertas de risco de incêndio, as equipas que se encontram a executar trabalhos em atividades ambientais no distrito de Santarém diminuíram o seu rendimento, prevendo-se, no entanto, o reinício destas atividades na semana de 22 de outubro”. No entanto, o autarca garante que “se eles interromperam, não sei onde é que eles interromperam”. Assim, “tanto da parte da Junta como da Câmara, eu acho que devíamos tomar uma atitude o mais breve possível, se possível, esta semana. Nem que nós fossemos lá fazer uma intervenção superficial, porque eles não nos agradecem, eles é que recebem o dinheiro para isso, para que não haja lá algo de grave”.

Esta é uma zona em que circula muita gente a pé, e “as pessoas têm-me dito que qualquer dia são atropeladas, as canas estão no caminho, não têm por onde fugir”.

O presidente do Município, Pedro Ribeiro, diz que tentou o contacto com a IP na segunda-feira, em vão, para chamar a atenção para que “o trabalho na variante à 365-2 não está feito, há uma boa parte por fazer, inclusive nos separadores centrais. E também para alertar para essa questão e para a Estrada Nacional 3, que continua a miséria que está visível. Fomos avisados, por telefone, do início da intervenção na variante, mas não fomos avisados da suspensão do trabalho, nem das razões para a suspensão”.

Pode gostar também