Festas das Vindimas animam Vila Chã de Ourique

Vila Cha Ourique, 23/10/2016 - Desfile das Vindimas, Vila Cha Ourique ( Vitor Neno / Neno Photo )

 

As Festas das Vindimas animaram Vila Chã de Ourique este fim-de-semana (22 e 23), com um almoço típico na vinha e animação, no sábado, e a inauguração da exposição dos 80 anos do Rancho Folclórico “Os Campinos” a anteceder o já tradicional Cortejo das Vindimas, no domingo.

O Cortejo das Vindimas partiu do Largo da Festa e andou pelas ruas da vila com os carros alegóricos e muitos populares tipicamente trajados, relembrando outros tempos. Este evento, que já se realiza há mais de três décadas, pretende homenagear as tradições rurais, nomeadamente a cultura da vinha e à produção de vinho.

Durante o cortejo, deu-se a ‘obrigatória’ paragem, junto ao Monumento alusivo à Batalha de Ourique, para a Bênção do Vinho e para ver dançar as mulheres que acompanham o cortejo, representando os ranchos de vindimadoras de antigamente.

Já na manhã deste domingo, a anteceder o Cortejo, a antiga sede da Junta de Freguesia abriu portas para a inauguração da exposição etnográfica “80 anos de História do Folclore”, numa organização do Rancho Folclórico “Os Campinos” que festeja 80 anos de existência. A exposição, que estará patente ao público até dia 20 de novembro, aos sábados e domingos, está composta por diversos elementos que contam a história e tradição deste grupo de folclore, com vários trajes antigos, fotografias, troféus, cartazes de festas, entre variadíssimas outras peças que recriam todo o universo do Rancho Folclórico “Os Campinos”, alguma das quais surpreendentes. Durante a exposição, trajada a rigor, a presidente da direção do Rancho, Graciete Abade, não escondia a sua felicidade em ali estar, rodeada de familiares e amigos, a mostrar e a contar alguns pedaços da história do Rancho e de Vila Chã de Ourique, sem deixar de agradecer à Junta todo o apoio nesta iniciativa.

Este evento, organizado pelo Rancho Folclórico “Os Campinos”, já havia começado no sábado, com o “almoço típico na vinha”, com toiras com bacalhau, sardinha assada e toucinho, que reuniu cerca de 70 pessoas. Depois do almoço, o Grupo de Dadores de Sangue levou cerca de 80 pessoas na caminhada das vindimas. Este sábado de festa terminou à noite (cerca das 2h), no recinto da festa com muita animação popular, Daniel Matos e Fandango.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.