GNR vai reforçar patrulhamento apeado nas freguesias

"A taxa de diminuição dos crimes contra pessoas idosas já não é tão elevada, pelo que considero de máxima urgência a realização de ações de sensibilização e prevenção”, defende Pedro Ribeiro

A GNR vai reforçar o patrulhamento apeado em todas as freguesias do concelho do Cartaxo e implementar um programa de ações de sensibilização de prevenção contra o furto e burla, dirigido a toda a população.

Este foi o acordo alcançado em reunião, solicitada pela Câmara Municipal, na sequência dos assaltos ocorridos na última semana em algumas freguesias do concelho.

Nesta reunião, a Câmara Municipal, juntamente com as juntas de freguesia do concelho, assumiu ainda o compromisso de solicitar uma audiência ao Ministério da Administração Interna, para que meios humanos e operacionais do Posto Territorial da GNR do Cartaxo possam ser reforçados.

De acordo com os dados estatísticos apresentados pela GNR do Cartaxo, houve uma diminuição da criminalidade comparativamente a 2017, quando se registaram 179 ocorrências de crimes de atentado contra o património e 19 ocorrências de crimes contra pessoas idosas; em 2018, esses números desceram para 79 e 13, respetivamente. Paulo Belchior, Comandante do Posto Territorial da GNR do Cartaxo, salienta a diminuição do número de crimes de atentado contra o património, dizendo que esta diminuição é representativa “do esforço que temos feito para assegurar um maior patrulhamento em todas as freguesias do Cartaxo”.

Para Pedro Ribeiro, “estes números são um bom indicador e refletem a coordenação que serviços municipais, Juntas de Freguesia e forças de segurança têm efetivado no que respeita à implementação de diversas ações de vigilância. De notar, porém, que a taxa de diminuição dos crimes contra pessoas idosas já não é tão elevada, pelo que considero de máxima urgência a realização de ações de sensibilização e prevenção, com especial enfoque para a população sénior”.

Pode gostar também