Igreja Matriz Nossa Senhora da Purificação, padroeira de Pontével

Opinião de Zelinda Pego

Fevereiro, “gravaneiro” lá diz o velho ditado; mas Fevereiro é também o mês dedicado a Nª Srª da Purificação, igualmente conhecida por Nª Srª das Candeias ou da Oliveira, por ser a protectora das oliveiras. Daí que no dia 2 de Fevereiro, seja hábito fazer-se fritos para que as oliveiras ganhem flor e produzam azeite, para o consumo e para alumiar a Srª das Candeias. Pontével vai mais longe, e no dia da Srª das Candeias faz uma procissão em rua honra.

Mas a Srª da Purificação é a padroeira de Pontével e podemos venerá-la no altar frontal direito na Igreja Matriz, e em simultâneo admirar o interior desta bonita e antiquíssima igreja, classificada como Monumento de Interesse Público pelo decreto nº29/84 de 25 de Junho de 1984.

É uma igreja contemporânea da fundação da nacionalidade, pois D. Afonso Henriques “incorporou a igreja de Stª Maria do Pontevale,” assim se chamava, na Comenda de S. João do Alporão de Santarém.

Da antiga igreja, pouco nos resta, o que vemos hoje, é uma reconstrução do séc XVll que se deve a António Boto Pimentel, comendador da Ordem de Malta, que aqui residiu e faleceu em 1614, encontrando-se sepultado em túmulo brasonado no centro da capela mor.

Está esta igreja revestida de azulejo do séc. XVll, tipo “padrão e “tapete”, também conhecido por azulejo Mudéjar, por ser de origem árabe.

Além do altar mor, e dos dois altares frontais de rica talha dourada do séc XVlll, apresenta pinturas grotescas nos arcos dos altares laterais e no arco triunfal que separa o corpo central da igreja, da capela mor, assim como nas colunas dóricas que suportam o coro, e no púlpito. O tecto do corpo central de igreja, é de madeira, em três planos, e tem ao centro uma pintura do séc XlX, o Brazão da Ordem de Malta; no tecto da Capela Mor, além das pinturas grotescas do séc XVll, descobertas recentemente, tem no centro uma pintura do séc XlX de Nª Srª da Conceição.

Mais artigos
1 De 295

Tem esta Igreja um núcleo museológico de que me ocuparei no próximo número.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.