Instrumentos de Financiamento Empresarial

Opinião de João Pedro Barroca

No âmbito da criação de uma estratégia de desenvolvimento económico para o nosso concelho, seria uma mais valia a disseminação de informação sobre os diversos incentivos financeiros que os empresários podem usufruir para desenvolver os seus negócios.

Presentemente existem um conjunto de incentivos financeiros que poderão alavancar a criação de novas empresas e fomentar o crescimento daquelas que já operam no mercado. Tendo em conta que a única forma de criar riqueza e emprego no concelho, será seguramente pela via do investimento privado, torna-se fundamental promover o acesso a instrumentos de financiamento para os agentes económicos aqui sediados.

Neste seguimento através do desenvolvimento de parcerias institucionais com interesse estratégico para o município, deveriam ser realizadas com frequência ações de divulgação deste tipo de instrumentos de financiamento. Concretamente a autarquia local deveria apostar na organização conjunta deste tipo de eventos com o IAPMEI, AICEP, IEFP, COMPETE 2020, Turismo de Portugal, Sociedades de Capital de Risco, Associações Empresariais, Instituições Financeiras como os Bancos Comerciais, Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD) e Sociedades de Garantia Mútua.

A título exemplificativo são referidos em baixo os principais instrumentos de financiamento que as empresas poderão recorrer.

Fundos Comunitários
Através de Programas específicos do Portugal 2020, PDR 2020 e MAR 2020 as empresas podem alavancar os seus investimentos com fundos de natureza reembolsável e não reembolsável.

Mais artigos
1 De 283

Turismo de Portugal
Com o intuito de financiar projetos empresariais no setor do Turismo disponibiliza um conjunto de Programas que, envolvem condições especiais de financiamento com bonificações ímpares e também fundos comunitários não reembolsáveis para projetos em zonas geográficas específicas.

IFRRU 2020
Consiste num instrumento de financiamento cofinanciado por fundos europeus que permite conceder empréstimos em condições mais vantajosas para apoiar a reabilitação urbana dos centros históricos, em todo o território nacional.

IEFP
Através do Programa Microinvest e Invest+ é possível aceder a linhas de financiamento bonificadas para a criação do próprio emprego.

IFD
Tem como objetivo estruturar e operacionalizar soluções de financiamento que permitem colmatar falhas de mercado no acesso das PME portuguesas ao financiamento.

Sociedades de Garantia Mútua
A Garantia Mútua é um sistema mutualista de apoio às micro, pequenas e médias empresas que se traduz fundamentalmente na prestação de garantias para facilitar a obtenção de crédito.

Sociedades de Capital de Risco
O Capital de Risco constitui uma forma de financiamento para as PME, através do recurso a capitais próprios por um período temporário, permitindo a obtenção de meios financeiros estáveis para a concretização dos seus projetos empresariais.

Business Angels
Os BA são investidores individuais que investem o seu capital, conhecimentos e experiência em projetos promovidos por empreendedores que se encontram em início de atividade ou em fases críticas de crescimento.

Impacto na Economia Local
O impacto desta ação de desenvolvimento económico seria muito positivo pois, não só permitira disponibilizar informação pertinente aos empresários locais, bem como estimular a realização de novos projetos de investimento com vista à criação de emprego e consequente melhoria na qualidade de vida da população.

*Artigo publicado na edição de março do Jornal de Cá.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.