Já arrancaram as I Jornadas de Negócios Internacionais

O primeiro tema em discussão foi “A atuação do poder local na dinamização de processos de internacionalização”.

DIGITAL CAMERA

Iniciaram-se na passada semana, (dia 5 de abril) as I Jornadas de Negócios Internacionais, uma das licenciaturas da Escola Superior de Gestão e Tecnologia (ESGTS) do Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarém), organizadas como um ciclo de palestras, seminários e workshops repartidos pelos meses de abril e maio.

A primeira sessão recebeu como protagonistas Pedro Ribeiro, presidente da comunidade intermunicipal da Lezíria do Tejo e da Câmara Municipal de Almeirim, e Paulo Franco, vereador do Município de Alenquer. O tema em discussão foi “A atuação do poder local na dinamização de processos de internacionalização”.

Perante um auditório repleto com a presença de estudantes de Negócios Internacionais e de cursos técnicos superiores profissionais, os oradores sublinharam a necessidade de criação de condições de qualidade de vida para os seus munícipes, designadamente ao nível dos equipamentos municipais de educação e desporto, atraindo famílias, procurando deste modo a fixação de recursos qualificados. Ao nível do capital humano, o autarca de Almeirim destacou a importância da capacitação dos jovens com formação académica de nível superior, ferramenta essencial para reduzir o risco de exclusão social, sabendo-se que o desemprego de longa duração e os salários baixos afetam principalmente quem possui menos habilitações literárias. Pedro Ribeiro ilustrou o argumento, referindo-se à necessidade muitas vezes comunicada ao Município, no momento de decisão de novos investimentos, de que “a contratação dos profissionais devidamente qualificados necessários para os projetos possa fazer-se no interior dos concelhos”, razão pela qual a resposta dos poderes públicos, em particular no domínio das respostas sociais, deve orientar-se para a atração e a fixação das pessoas.

Da intervenção de Pedro Ribeiro merece, ainda, especial destaque a importância da intervenção do poder local ao nível da redução dos custos administrativos e da responsabilização dos decisores perante os eleitorados num contexto de proximidade. Nesse sentido, sublinhou a importância da regionalização como forma de agilizar os processos de licenciamento de projetos com forte componente exportadora (designadamente ao nível do setor agroalimentar), indutores do desenvolvimento endógeno, que muitas vezes se confrontam com regulamentação desadequada.

Por seu turno, Paulo Franco fez a caracterização do concelho de Alenquer, com particular ênfase para a sua dimensão económica, vindo a destacar a assinatura de um protocolo com a ATEC –Associação de Formação para a Indústria, ao abrigo do qual foi possível arrancar com o primeiro curso de mecatrónica a funcionar no Centro de Formação Profissional do Carregado. Aquele responsável apresentou a medida como um exemplo do papel a desempenhar pelos municípios na criação de respostas face à necessidade de pessoal qualificado por parte do ‘cluster’ automóvel, com forte vocação para a exportação. Terminando a sua intervenção, deu ainda exemplos das iniciativas de cooperação internacional desenvolvidas e, por fim, enquadrou os desafios que estão colocados perante sectores tradicionais de atividade como a vitivinicultura, expostos à competição global.

Mais artigos
1 De 17

Uma nota que os estudantes presentes retiveram da intervenção dos oradores refere-se ao domínio de línguas estrangeiras como competência determinante para que as empresas nacionais se possam posicionar com sucesso nos mercados internacionais. A encerrar esta primeira sessão assistiu-se a um momento simbólico protagonizado pela Tages – tuna da ESGTS.

A próxima sessão, agendada para o próximo dia 19 de Abril, no auditório da ESGTS, terá como orador Joaquim Guerra, coordenador geral da Caixa de Crédito Agrícola de Alcanhões, que dissertará sobre “A rede das Caixas de Crédito Agrícola como parceira na internacionalização das PME portuguesas”.

A participação no evento é gratuita e aberta ao público em geral, todavia requer inscrição prévia na página internet da escola (http://si.esgt.ipsantarem.pt).

Pode gostar também

Comentários estão fechados.