Jovens do Cartaxo tornam a limpar a cidade

Cinco jovens voltaram a reunir-se na passada quarta-feira, 14 de agosto, para juntos ajudarem a limpar o Cartaxo.

Durante uma tarde quente, João Pedro, Clara, Carolina, Diana e Sofia, jovens com idades a rondar os 16 anos, juntaram quase vinte sacos de lixo apanhado no terreno por detrás do Mini Preço, à entrada da cidade (local onde já haviam recolhido 21 sacos de lixo, no início de agosto), e também numa zona da Rua dos Nogueiras.

Os cinco jovens do Cartaxo estão motivados para continuar a intervir em zonas baldias, onde se acumula todo o tipo de lixo, levado pelo vento e/ou diretamente para ali atirado por alguém: sacos de plástico, copos de iogurte e outros tipos de embalagens alimentares, maços de tabaco, entre outros pequenos materiais vão-se acumulando nestes espaços, por entre as ervas que ali crescem.

Esta última intervenção realizou-se com as mesmas pessoas que participaram na primeira ação de limpeza, através do grupo que formaram no WhatsApp “Clean up Cartaxo” (em português, Limpar o Cartaxo) , e mais uma jovem que veio reforçar a equipa. São jovens estudantes do Cartaxo com preocupações ambientais e que decidiram ajudar a limpar o Cartaxo, nomeadamente terrenos baldios da cidade, onde o lixo se vai acumulando entre as ervas.

A Associação Portuguesa de Apoio e Protecção da Floresta (APAPF), que inicialmente se envolveu numa parceria com o movimento Limpar o Cartaxo, e que surgiu no primeiro encontro marcado, na passada semana, com quatro elementos, já tem um projeto paralelo. No passado dia 13 de agosto, Pedro Ribeiro dava nota nas redes sociais da reunião que teve com Diogo Cordeiro da APAPF, dizendo que “estamos a trabalhar num protocolo de parceria, na construção de um programa de voluntariado, que tem como objectivo principal trabalharmos com os voluntários da nossa terra por um Cartaxo Melhor, por um Cartaxo Mais Limpo”.

Na quinta-feira, feriado, a APAPF informava na sua página de facebook que terminava “a parceria existente entre esta associação e o grupo de jovens do Cartaxo, para limpeza desta mesma cidade, por falta de entendimento”, entre o grupo de voluntários e a APAPF, estando esta “a estabelecer um protocolo com a Câmara Municipal do Cartaxo para efetuar limpezas que se irão realizar uma vez por mês contando, com 100% de apoio da parte da CM Cartaxo”, lê-se ainda na publicação da APAPF.

Mais artigos
1 De 125

Juntos ou separados, com ou sem apoio, há voluntários interessados em ajudar a limpar a cidade. O grupo de jovens do movimento Clean up Cartaxo (inicialmente identificados por ‘Limpar o Cartaxo’, mas que entretanto alteraram) são já prova disso, depois de duas ações de limpeza, neste mês de agosto. São poucos, mas não desanimam. As próximas ações ainda não estão definidas, porque há gente a ir de férias, mas em breve darão notícias. E, mesmo quando a escola começar, esperam encontrar tempo para mais uma ação de limpeza.

Pode gostar também
Comentários
Loading...