Juntas de Freguesia vão limpar o Cartaxo

As Juntas de Freguesia do concelho do Cartaxo vão unir-se para limpar a cidade.

A ideia partiu da autarquia, que solicitou a cinco das seis Juntas de Freguesia que dispensassem alguns dos seus funcionários e maquinaria para tornar a cidade um local mais aprazível.

Esta ação já estava planeada, “era para ter acontecido antes da Festa do Vinho”, mas as condições climatéricas desfavoráveis não permitiram que acontecesse, explica o vereador Pedro Nobre, responsável pela Limpeza Urbana na Câmara do Cartaxo. Trata-se “de boa coordenação entre autarquias”, destaca este responsável, ao mesmo tempo que diz que “iremos tentar fazer outras, ao longo do mandato”.

Assim, esta quarta-feira, o Cartaxo será ‘invadido’ por mais alguns trabalhadores que, munidos das respetivas roçadoras, irão dar um aspeto mais cuidado, primeiro, à zona central do Cartaxo, que compreende o Parque Central e toda a envolvente (Mercado Municipal, Tribunal e Ateneu Artístico Cartaxense).

Desta forma, a Junta de Freguesia da União de Freguesias do Cartaxo e Vale da Pinta vai ter empenhados neste trabalho “três ou quatro funcionários e máquinas roçadoras”, confirma o seu presidente, Délio Pereira; Vila Chã de Ourique vai dispensar “uma pessoa ou duas e as máquinas”, assegura o presidente, Vasco Casimiro; e Vale da Pedra vai mandar para o Cartaxo, em princípio, dois funcionários. Ao fim de contas, “não estamos a fazer mais do que já fizemos nos anos anteriores”, resume José Belo, presidente da Junta de Freguesia de Vale da Pedra.

Da União de Freguesias da Ereira e Lapa não virá qualquer funcionário, uma vez que, segundo o presidente João Nunes, tem funcionários em gozo de férias, assegurando, no entanto, que “também vamos aderir quando tivermos mais disponibilidade. É que nós também precisamos da Câmara”.

Ler
1 De 546

Valada, segundo o Jornal de Cá conseguiu saber, também não tem funcionários disponíveis para esta tarefa.

Estranho é que a Junta de Freguesia de Pontével não tenha sido contactada neste sentido, segundo afiança o presidente da Junta de Freguesia, Jorge Pisca, que aproveita para assegurar que está sempre disponível para este tipo de colaboração, já que “nós queremos é a cidade limpa. Eles têm é falta de organização”, numa clara alusão à incapacidade demonstrada pelos serviços municipais para proceder à limpeza do Cartaxo.

Pedro Nobre esclarece que “nós também sabemos que eles estão com dificuldades de pessoal, e eu nem sequer o abordei neste sentido. Não era justo eu estar-lhes a pedir meios quando sei que eles estão com meios muito limitados”.

Pode gostar também