Juventude aqueceu Assembleia Municipal

A Juventude, através de uma proposta apresentada pelos eleitos do PSD, foi um dos temas centrais da Assembleia Municipal desta segunda feira, que se realizou na sede do Rancho Folclórico da Lapa, e cujo período antes da Ordem do Dia durou tão só duas horas e meia, numa Assembleia que tinha uma Ordem de Trabalhos com 22 pontos.

assembleia municipal na lapa1

No período antes da Ordem do Dia, o PSD apresentou uma moção sobre o Conselho Municipal de Juventude, da autoria da JSD/Cartaxo. Esta moção propõe a criação de um Plano Municipal de Juventude.

“Esta moção não me parece séria”, começou por dizer o presidente do município, adiantando que “no último Conselho Municipal de Juventude tive oportunidade de anunciar que o município estava a trabalhar no Plano Municipal de Juventude, que ía estar casado com o Plano Municipal de Educação, que já estava em marcha. E isso, sendo iniciativa de uma juventude partidária, parece-me preocupante, os indicadores. Estavam lá três elementos da JSD, fartaram-se de tirar notas, mas se era para isto, honestamente… Abrir portas já abertas, ter a bandeirinha da iniciativa… honestamente, isto não me parece sério”.

Pelo PSD, Pedro Reis disse que “o senhor presidente não pode levar a mal e não pode considerar pouco sérias este tipo de iniciativas de um órgão que é totalmente diferente do Conselho Municipal de Juventude. Estamos aqui a falar de bandeirinhas e de autorias morais de documentos, podemos ter aqui uma longa conversa sobre isso”. “Só lamento que o senhor presidente se sinta ofendido por a autoria não ter sido apresentada na Assembleia Municipal por outro partido que não o PSD”, rematou.

A moção foi rejeitada com 13 votos contra.

Pode gostar também

Comentários estão fechados.